15 de Setembro de 2014
Polícia / Porto Velho
PRF apura ação em que policial mata cavalo em rodovia de Rondônia
Segunda, 09 de Abril de 2012 - Atualizado em 15h33min

Caso veio à tona com vídeo no YouTube; animal estava ferido após colisão. 'Alternativa mais humana era abate', diz inspetor que deu 3 tiros no cavalo.

A Polícia Rodoviária Federal de Rondônia está apurando a ocorrência em que um policial abateu com três tiros um cavalo na altura do quilômetro 700 da BR-364, em Porto Velho, Rondônia.

O caso ocorreu no dia 3 de abril, mas só veio à tona após um vídeo postado por um anônimo repercutir na internet.
 
As imagens mostram o inspetor da PRF Reges Ramos realizando três disparos de espingarda contra o animal, que cai em frente ao carro da polícia.

Ao G1, o inspetor afirmou que o animal havia se envolvido em um acidente com um Fiat Uno e que estava bastante ferido, não restando alternativa, a não ser o abate.
 
"O motorista disse que o cavalo invadiu a pista e veio para cima do carro. Após a colisão com o para-brisa e o capô, caiu do lado do veículo, na pista. Ele estava bastante machucado, com um corte. A coluna do carro entrou no peito do animal, entre as duas patas”, explicou Ramos.

“Quem cria um animal é para fins lucrativos e não teríamos como remover ele para fazer uma intervenção cirúrgica, aqui na região não há onde fazer isso e o custo seria alto. A alternativa mais humana era o abate. Ou trata ou abate. Eu não podia deixar amarrado em uma árvore, passando fome, sede, sofrendo”, diz o policial, que é técnico em agropecuária.

O motorista do Fiat não sofreu ferimento. O veículo apresentou danos nas laterais, capô e faróis. Ramos, que é inspetor da PRF desde 1996, diz que, em outras ocasiões, foi obrigado a abater um animal ferido após acidentes em rodovias.
 
Antes do abate, o inspetor avaliou os ferimentos do animal. Ele conta que removeu o cavalo da rodovia e entregou ao proprietário, para enterro.

Investigação
A comunicação social da Superintendência da PRF em Rondônia informou que o inspetor será ouvido pela corporação e o caso está sendo apurado. Segundo o órgão, o cavalo já tinha provocado um acidente e, ferido, no meio da pista, poderia provocar novas colisões com mortes, que são frequentes nas rodovias estaduais.
 
Confira o vídeo:

Autor: Globo G1
Fonte: Globo G1


Nenhum coment�rio postado.

ENVIE SEU COMENT�RIO