BASA vai disponibilizar R$ 9,9 bi para estados do Norte em 2020

30/12/2019

Compartilhar:

Valor será disponibilizado pelo Banco da Amazônia por meio de diversas linhas de crédito para fomentar a economia da Região Norte

Empreendedores de todos os portes e segmentos da região Norte terão disponíveis R$ 9,9 bi de recursos financeiros oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) em 2020. A gestão do fundo é feita pelo Banco da Amazônia que ainda vai disponibilizar valores da sua carteira comercial e de outras fontes, totalizando mais de R$ 10 bilhões para fomentar a economia da região.

De acordo com o Plano de Aplicação de Recursos do FNO 2020, serão oferecidos dois novos programas de financiamento: o primeiro contará com R$ 9,93 milhões, voltado para o microcrédito urbano e rural, o FNO MPO e o segundo, com R$ 3,44 bilhões disponíveis, será destinado aos projetos de infraestrutura (FNO INFRA), necessários para aprimorar a logística da região, estrutura elétrica e o saneamento básico, com destaque às Parcerias Público Privadas – PPP.

As linhas de crédito que continuarão em 2020 serão: o FNO Pronaf, o qual contará com 983 milhões, voltada para apoiar projetos de agricultura familiar; o FNO ABC/Bio com R$ 196,70 milhões; o FNO MPEI, destinado para micro e pequenas empresas, o qual terá R$ 389,40 milhões; e o FNO Amazônia Sustentável, que é o maior programa de financiamento que disponibiliza R$ 4,81 bilhões, para fomentar os mais diversos projetos rurais e não rurais, contemplando todos os portes (micro, pequeno, médios e grandes) e ainda projetos de Ciência, Tecnologia e Inovação, que contarão com R$ 20 milhões especificamente.

A microempreendedora Maria NicéliaMiranda comemora a criação da nova linha voltada para o Microcrédito Produtivo Orientado – MPO. “Acho muito bom. Será uma grande oportunidade para crescermos ainda mais”, comentou. Nicéliaé uma das beneficiadas do Programa Amazônia Florescer, que oferece linhas de crédito para os microempreendedores da região Norte. Com o financiamento, ela montou o Mercadinho Luiza em Icoaraci, distrito da capital paraense, localizado cerca de 20 quilômetros do centro de Belém. Ela tem planos de continuar no programa e ampliar o seu mercadinho.

Prioridades

Ainda segundo o Plano de Aplicação de Recursos do FNO, as prioridades setoriais serão: agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura; indústrias extrativas; indústrias de transformação; eletricidade e gás; água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação; comércio; transporte e armazenagem; alojamento e alimentação; informação e comunicação; atividades profissionais, científicas e 

técnicas; educação; saúde humana e serviços sociais; artes, cultura, esporte e recreação; atividades administrativas e serviços complementares; construção.

Os valores previstos para cada estado da Região Norte serão:

  1. Acre – R$ 491,64 milhões
  2. Amapá – R$ 491,64 milhões
  3. Amazonas – R$ 1,452 bilhões
  4. Pará – R$ 2,861 bilhões
  5. Rondônia – R$ 1,954 bilhões
  6. Roraima – R$ 491,64 milhões
  7. Tocantins – R$ 2,09 bilhões

Expectativas para 2020

O presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, está com grande expectativa em aplicar o valor disponível. “Acredito que o Brasil deve crescer em torno de 2,5%. A região Norte pode crescer mais, até 5%, principalmente nos setores de infraestrutura e agronegócio”, comentou.

O presidente visualiza oportunidades no Polo industrial de Manaus, na indústria mineral do Pará, na regularização ambiental e fundiária em Roraima e Amapá, no crescimento do agronegócio em Rondônia, Tocantins e no Acre.

Para 2020, será lançado o aplicativo BASA Digital que vai possibilitar ao tomador, sem sair de casa, abrir contas, fazer cadastro, enviar proposta de crédito, aprovação e contratação. “Vamos iniciar com os agricultores familiares, a partir da parceria com a EMATER”, informou.

No segundo semestre, será a vez dos micro e pequenos empresários, por meio do apoio do Sebrae, contratarem também via digital. A empresa vai acessar diretamente, sem intermediários e sem ir ao Banco. “As respostas serão mais ágeis, parte da análise dos pedidos será automatizada com mais agilidade e eficiência”, adiantou Valdecir.
Fonte: Assessoria

Compartilhar:
Categorias: Rondônia

Notícias Relacionadas

Concurso da Câmara de Ji-Paraná tem salários de até R$ 5.419, 34

A Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) divulgou edital de concurso público para preenchimento de cargos com níveis de escolaridade fundamental, […]

17/02/2020

Governo de Rondônia cria cinco novos colégios militares

Na manhã da segunda-feira (17), o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, assinou os decretos de criação de cinco unidades do […]

17/02/2020

Projeto da Idaron oferece formação básica em Educação Sanitária aos alunos do Abaitará

Aproximadamente 60 alunos de duas turmas do ensino médio do Centro Técnico Estadual de Educação Rural Abaitará vão participar neste […]

17/02/2020

Documento do carro não vai mais ser impresso a partir deste ano

A maioria dos motoristas já escutou essa frase: “Boa tarde, senhor, documentação pessoal e do veículo.” É obrigatório apresentar à […]

17/02/2020