Diversas atividades comerciais são liberadas pelo Governador de Rondônia

25/03/2020

Compartilhar:
Governador

O Governador Marcos Rocha anunciou no início desta noite (25/03) que vai liberar diversas atividades empresariais no Estado de Rondônia. Segundo ele, vai manter o Decreto de Calamidade Pública, no entanto, os comércios precisarão observar os regramentos impostos.

A nova redação traz o funcionamento de galerias de lojas e comércios, shopping centers, centros comerciais, açougues, panificadoras, supermercados, atacadistas, distribuidoras, lotéricas, caixas eletrônicos, serviços funerários, clínicas de atendimento na área da saúde, laboratórios de análises clínicas, farmácias, consultórios veterinários, comércio de produtos agropecuários, pet shops, postos de combustíveis, indústrias, obras e serviços de engenharia, oficinas mecânicas, autopeças, serviços de manutenção, hotéis e hospedarias, escritórios de contabilidade, materiais de construções, restaurantes à margem das rodovias.

As alterações estão disponibilizadas no Decreto estadual n.° 24.891, de 23 de março de 2020, assinado e publicado hoje pelo governo do Estado. Você pode conferir neste link: https://ppe.sistemas.ro.gov.br/Diof/Pdf/1891

(Da Redação – Jornal Tribuna Popular).

Compartilhar:
Tags:

Notícias Relacionadas

Mais 245 famílias serão beneficiadas com o Bolsa Família em Presidente Médici

O Ministério do Desenvolvimento Social – MDS anunciou à Secretaria Municipal de Assistência Social de Presidente Médici – SEMAS  que […]

31/03/2020

Interlegis disponibiliza Sistema de Deliberação Remota do Senado para Assembleias Legislativas e Câmara Municipais

O Interlegis, que é o braço do Senado Federal para a integração e modernização do legislativo brasileiro, vai implementar, a […]

31/03/2020

Mandetta se equilibra entre área técnica e pressão política

Mandetta se posicionou publicamente diante da pressão que vem sofrendo de Bolsonaro para flexibilizar o discurso BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – […]

31/03/2020

Covid-19 faz preço médio da cesta básica subir, diz FGV

O preço médio dos alimentos da cesta básica do brasileiro já sentiu o efeito da quarentena imposta pela pandemia do coronavírus, saltando de uma alta de […]

31/03/2020