Polícia prende vereador que entrou armado na Prefeitura em Castanheiras

26/03/2020

Compartilhar:

Em Castanheiras (RO), na manhã desta quinta-feira, 26, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão nas residências de dois vereadores e na Câmara Municipal.

Os  mandados de busca e apreensão foi realizado pela Polícia do município de Presidente Médici, os vereadores foram denunciados  após entrar supostamente armados na Prefeitura da cidade, para protocolar um documento no gabinete da administração. 

De acordo com as informações da Polícia, um dos investigados fez questão de deixar a mostra que estava armado, o que motivou a representação por busca e apreensão junto ao Poder Judiciário.

A Polícia ainda relatou que  durante o cumprimento, foi localizado na residência de um dos investigados uma arma de fogo calibre 32, com 8 munições intactas. 

Mediante a situação o investigado não reagiu e colaborou com a polícia, mostrando o local onde estava a arma. 

Diante dos fatos  o vereador foi preso em flagrante delito pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e na delegacia respondeu também pela ameaça já praticada em apuração. 

Logo em seguida o vereador foi liberado mediante o pagamento de fiança, direito do investigado.

A Polícia denominou como Operação  “Crise entre os Poderes”, onde faz referência à “disputa pelo poder político no município de Castanheiras.

Fonte: Rolim Notícias

Compartilhar:
Categorias: Policial

Notícias Relacionadas

Ministério Público de Rondônia expede recomendação ao Estado e SESDEC para que impeçam carreatas e aglomerações devido à pandemia do coronavírus

O Ministério Público do Estado de Rondônia expediu recomendação ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado de Segurança, […]

31/03/2020

Moro autoriza uso da Força Nacional no combate ao coronavírus

Em edição extra do Diário Oficial da União publicada, na noite de segunda-feira (30/3), o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio […]

31/03/2020

PM de SP contabiliza 1ª morte por coronavírus: uma sargento de 46 anos

A sargento Magali Garcia, 46, é a primeira policial militar da ativa em São Paulo contabilizada pela corporação como morte […]

31/03/2020

Procon fiscaliza e orienta cidadão sobre denúncias de preços abusivos nos estabelecimentos em Rondônia

Para garantir o direito dos consumidores em Rondônia e coibir a cobrança abusiva de valores de produtos durante o período […]

30/03/2020