Anúncio
Anúncio
Anúncio

Boca Maldita – 13 de março de 2020

Confira as polêmicas desta sexta-feira 13

13/03/2020

Compartilhar:

SEXTA FEIRA 13. Hoje é um dia como todos os demais? Não para os cristãos e pessoas supersticiosas. As pessoas que acreditam na sorte consideram a sexta-feira 13 como um dia de azar. Já os cristãos consideram que foi o dia em que Jesus Cristo foi crucificado. A grande verdade é que a data ficou famosa em todos os lugares e até mesmo as pessoas que não acreditam em nada preferem evitar problemas neste dia. No universo político, o número 13 é o numero do Partido dos Trabalhadores e na cultura popular o 13 é um número que provoca muitas discussões. No jogo do bicho, o 13 é o número do galo, mas não há como precisar se serve para sorte em todas as situações, ou se significa mais azar. Caso o número seja mesmo o forte dos cacoalenses, estamos na torcida pelas pessoas que jogaram na mega deste fim de semana.

CAPITAL DO CAFÉ. Os produtores de café do estado de Rondônia estão irritadíssimos com o governo. O problema é que o Ministério da Agricultura adotou uma medida extremamente prejudicial aos produtores de café, quando não incluiu o estado de Rondônia no rol dos estados que possuem o preço mínimo do produto. Isto significa que apenas as pessoas que operam como atravessadores no comércio de café terão bons resultados. Aqueles que trabalham duro para plantar, regar e manter limpo os cafezais terão péssimas notícias. A ministra da agricultura, Teresa Cristina, chegou a se reunir recentemente com a bancada federal de Rondônia, ocasião em que afirmou que vai estudar o assunto. Vale lembrar que Rondônia está entre os três maiores produtores de café do país e o presidente Jair Bolsonaro teve quase 80% dos votos no estado, recebendo o apoio principalmente de pessoas do setor da agricultura. Em Cacoal, que ostenta o título de Capital do Café, há diversos produtores que já sentem na pele os prejuízos decorrentes da decisão.

CURSO PARA VEREADORES. Os pré-candidatos e pré-candidatas ao cargo de vereador em Cacoal terão esta semana excelente oportunidade de conhecerem com mais detalhes a legislação e as reais atribuições de um vereador. Sob a coordenação do advogado Lúcio Lacerda e com a participação dos professores Antônio Brito e Francisco Xavier Gomes, iniciou ontem, e vai até amanhã, um curso cuja principal finalidade é contribuir para melhorar a qualidade do legislativo do município de Cacoal serão abordados assuntos como o orçamento público, o exercício diário do mandato de vereador e a legislação federal, estadual e municipal. Os professores do curso foram consultados por pessoas de outras cidades que queriam saber se eles se deslocarão para outros municípios de Rondônia para ministrar o curso. Inicialmente o curso será ministrado em Cacoal, mas eles já informaram que estarão à disposição de outros municípios. No curso que acontece esta semana, estão confirmadas pessoas de diversos municípios vizinhos, como Rolim de Moura, Ministro Andreazza e Pimenta Bueno. Se levarmos em consideração a qualidade técnica da Câmara de Cacoal atualmente, somos obrigados a pensar que nossos atuais vereadores deveriam fazer o curso, porque alguns deles certamente serão reeleitos. Aqueles que não forem reeleitos certamente poderiam terminar o mandato conhecendo melhor as atribuições do cargo que eles ocuparam e promover uma auto-análise. Fica a dica!

GUERRA PARTIDÁRIA. A vida dos atuais vereadores não está fácil em Cacoal. Desde o último dia 05 de março os vereadores que desejam mudar de partido para disputar as eleições estão autorizados, pela lei eleitoral a fazerem a mudança, sem prejuízo de perda de mandato, até o dia 05 de abril. Os partidos políticos e os políticos chamam esta situação de “Janela Eleitoral”, mas os analistas políticos e muitas pessoas da população chamam de “Janela da Infidelidade”, visto que os vereadores são eleitos pelos partidos e ganham o direito de mudar conforme a conveniência pessoal. Essa situação estabelece um fenômeno no universo político brasileiro em que os partidos não possuem nenhuma importância, a não ser a necessidade de filiação partidária para disputar eleições. O eleitor e principalmente o contribuinte não são beneficiados em nada com esta medida, porque ela atende exclusivamente os interesses de políticos infiéis. No caso de Cacoal, nenhuma mudança foi constatada até este momento, mas tudo indica que nos próximos dias haverá muita correria, porque existem partidos que não aceitam os atuais vereadores e existem vereadores insatisfeitos com seus atuais partidos. Vale lembrar que existem ainda diversas siglas que precisam regularizar sua situação na Justiça Eleitoral, além de outras nas quais existem somente um nome para ser candidato a vereador. Com as novas regras eleitorais, os partidos precisam estar muito atentos e fazer as contas corretamente para não ficarem de fora da distribuição de cadeiras.

ENCONTRO DO PROS. Esta semana, esteve em Cacoal a ex-deputada estadual Rosária Helena, presidente do Partido Republicano da Ordem Social – PROS – no estado de Rondônia. Rosária estava acompanhada do deputado estadual Anderson Pereira e esteve no município para apoiar a estruturação do partido em Cacoal, buscar novas filiações e conhecer os pré-candidatos da sigla. Uma importante reunião foi realizada na residência do Dr. José Costa, e diversas pessoas, lideranças de Cacoal, estiveram presentes, entre elas o vereador Mário Angelino Moreira, o Jabá, a servidora pública Cida Barboza, que foi candidata a vereadora em 2016, e obteve uma votação expressiva.

PARTIDO COM AUTONOMIA. Na reunião, Rosária Helena deixou claro que o partido terá toda autonomia para decidir sobre a participação da sigla nas eleições municipais e deixou as portas abertas para que novas lideranças se filiem ao PROS. Uma nova Diretoria Municipal está sendo organizada e o PROS/CACOAL se prepara para apresentar uma nominata forte e com excelentes opções para os eleitores cacoalenses. Que assim, seja!

MULHERES NA POLÍTICA. No caso da Cida Barboza, ela não está filiada ao PROS, mas esteve presente na reunião e falou de suas impressões sobre a política e o processo eleitoral de 2020. Como não tem sido fácil para os partidos encontrarem mulheres dispostas a disputar a eleição, certamente Cida Barboza, assim como outras mulheres de Cacoal serão muito assediadas pelos partidos, porque elas têm boa formação, são conhecidas na cidade, possuem capacidade para ocupar cargos públicos e têm vontade de ajudar nas mudanças que Cacoal precisa promover na política.

NOMES PARA AVALIAÇÃO DO ELEITOR. Para que o eleitor avalie, Cacoal tem, além da Cida Barboza, diversas outras mulheres que podem fazer a diferença, entre elas, a Luciane Alves, Marina Rodrigues, Rousi Guedes, Edivane Labendz, Rita Leandro, Luciana Kester, Daniela Bianchini, Marcilei e diversos outros nomes que podem surgir nas urnas em 2020. O detalhe mais importante é que todas essas mulheres citadas possuem condições de disputar em condições de vencer as eleições e isto pode promover uma mudança muito interessante na Câmara de Cacoal, que possui atualmente apenas uma mulher no legislativo.

BURACOS ETERNOS. Recentemente publicamos uma nota neste mesmo espaço registrando as péssimas condições de manutenção da rua Afonso Pena nas proximidades do Sindicato Rural de Cacoal e do Albergue Estadual. Todos os condutores que precisam circular pela citada rua sofrem muito com os buracos gigantes que existem no local. Diversos acidentes já aconteceram na região dos buracos e várias pessoas tiveram prejuízos, mas os buracos continuam e hoje estão muito maiores. Cerca de 10 dias atrás, o secretário de obras de Cacoal foi comunicado sobre a situação e prometeu que em 08 dias resolveria o problema. Entre os muitos buracos que existem no local, o maior deles foi feito justamente pela secretaria de obras nos primeiros dez dias de mandato da prefeita Glaucione Rodrigues.

QUAL SECRETÁRIO? Como já houve na atual administração diversas mudanças de secretário de obras, fica até difícil lembrar qual foi o secretário que abriu aqueles buracos, alegando que iria abrir um canal para as águas da chuva. A situação ficou bem pior e hoje existe um sério risco de algum veículo cair no rio Pirarara ao passar pelo local. Como o atual secretário não cumpriu o prazo que ele mesmo estabeleceu para resolver o problema, vamos pedir a Deus que nada de mal aconteça com as pessoas que eventualmente sejam acidentadas no local.

E A PONTE, SECRETÁRIO? E a ponte sobre o Pirarara, nesta mesma rua? A imprensa está cansada de cobrar a pedido de todos que trafegam por aquela artéria, principalmente dos empresários do comercio e de transporte. Da prefeitura, sobre a ponte, ninguém fala nada. Falavam que iam fazer, mas só Deus sabe quando e o secretário.

EXEMPLO DE TRANSPARÊNCIA. Enquanto diversas categorias profissionais discutem a possibilidade de terem um representante eleito para a Câmara de Cacoal em outubro, os professores e técnicos da rede estadual de ensino estão bem adiantados na discussão. Ao que tudo indica, o pré-candidato preferido pelos trabalhadores da educação é o professor Vandenburgo Correia de Oliveira ou ainda a professora Rita Leandro. Estes professores são atualmente os diretores regionais do Sintero em Cacoal, possuem uma atuação muito transparente e gozam de muita credibilidade com a categoria.

OUTROS NOMES. Claro que existem outros nomes da categoria que podem entrar na disputa, mas os dois nomes preferidos hoje são esses. Tanto o professor Vandeburgo Correia, como a professora Rita Leandro possuem estreita ligação com a categoria e conhecem muito bem as bandeiras de lutas e as causas da educação, além de contarem com total apoio da Diretoria Executiva Estadual do Sintero. Nenhum deles confirmou se entrará na disputa, mas dezenas de profissionais da educação já declararam que estão à disposição para apoiar, caso um deles seja escolhido nas convenções. Se outros nomes surgirem, dificilmente terão a mesma aceitação da categoria.
MOVIMENTO PELA EDUCAÇÃO. Falando em educação, os professores do Brasil inteiro se preparam para fazer no próximo dia 18 de março uma paralisação geral da categoria no país. Entre as principais razões do movimento estão os protestos pelos cortes de recursos na educação e pelas inúmeras perseguições que a categoria passou a sofrer nos últimos anos. Em Rondônia os profissionais vão aderir ao movimento e eles informam que até o momento o mandato do governador Marcos Rocha tem sido péssimo para a educação.

VOLUNTÁRIOS. Embora tenha prometido durante a campanha que seu governo iria gerar emprego, o governador Marcos Rocha divulgou este mês um documento convidando pessoas para trabalhar nas escolas publicas de Rondônia como voluntários. Segundo o documento, essas pessoas ganhariam, como voluntárias, cerca de 27 reais por dia de trabalho, mas somente receberão os dias trabalhados. Não estão incluídos os 30 dias do mês, já que escolas não funcionam em fins de semana e existem os feriados. Na prática, esses voluntários ganharão menos de meio salário por mês para atuar no setor de merenda, pátio e na sala de aula. Realmente muito estranha a forma de gerar empregos do atual governo!!!

PRESIDENTE BOLSONARO. Enquanto os profissionais da educação se preparam para a paralisação do dia 18 de março, defensores do presidente Jair Bolsonaro marcaram para este domingo, dia 15, uma manifestação em defesa do presidente da República e um protesto contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, que não deixam o homem governar, a não ser do jeito que eles querem. Só não se sabe quem escolheu o dia 15 e 18 primeiro, professores ou bolsonaristas.

ESTARÃO PRESENTES. Lideranças do PSL de Cacoal, partido pelo qual o presidente foi eleito em 2018, informaram que irão às ruas da Capital do Café defender o presidente, como todas as cidades do país estão anunciando. Considerando que vivemos em um país democrático, esperamos que o movimento seja pacífico e que nenhum conflito seja registrado, porque Cacoal é uma cidade que possui uma população constituída de pessoas do bem. E falando em democracia, tem quem entende que para muitos, a palavra com tão grande significado, significa liberdade de poder fazer no que bem entende, principalmente arranjar formas para poder praticar a corrupção sem ser incomodado. Triste realidade!!!

O VAGUINHO Ravagnani, esposo da Deisiane Abreu, que é filho do senhor Antônio Cavalcante e da senhora Aparecida Ravagnani, nascido na cidade Londrina-PR, que chegou a Cacoal em 1983, torcedor fanático do Palmeiras, que quando esse time perde, some para uma pescaria para esquecer a derrota, que é publicitário e disponibiliza o numero 993093736 para contato e comanda o programa de esportes Antena Esportiva, de segunda a sexta-feira, das 11:15 às 12horas, na Rádio Antena Hits e que acredita que o seu time foi mesmo Campeão Mundial em 1951, também lê TRIBUNA POPULAR e o www.tribunapopular.com.br.

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

21.523 casos de Covid-19 foram registrados em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da […]

01/07/2020

Cacoal chega a 305 casos confirmados de Covid-19

No boletim divulgado nesta quarta-feira, 1° de julho, a Prefeitura Municipal confirmou 305 casos de covid-19 em Cacoal. Deste total, […]

01/07/2020

Vacina de covid-19 funciona em testes e Pfizer pode produzir 1 bi de doses

Julho já começou com uma boa notícia e a vacina experimental contra o novo coronavírus produzida pela gigante farmacêutica Pfizer em parceria com a empresa […]

01/07/2020

Sine: Surgem novas vagas de emprego em Cacoal

O Sine, Serviço Nacional de Emprego, anunciou nesta quarta-feira, 1º de julho, novas vagas de emprego para Cacoal. Após um […]

01/07/2020