Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Papudiskina – Por Daniel Paixão (22/05)

Órgãos de imprensa, OAB e influenciadores de esquerda agora querem cassação de Bolsonaro via TSE. Será que o exército vai permitir?

22/05/2020

Compartilhar:

ORGÃOS DE IMPRENSA, OAB E INFLUENCIADORES DE ESQUERDA AGORA QUEREM CASSAÇÃO DE BOLSONARO VIA TSE. SERÁ QUE O EXÉRCITO VAI PERMITIR? LEIA UM RESUMO DAS TRETAS DESTA SEMANA.

Toda semana, o assunto principal neste país, tem sido essa pandemia maluca, que mata mais gente em um país do que em outro (ou os dados são manipulados de acordo com a governança local), ou as besteiras que o presidente diz (e as manipulações de interpretações daquilo que ele diz). Seja como for, há sempre uma crise política e sanitária no país, o tempo todo, seja ela real ou fabricada.

Nesta semana vou incluir ainda o Lula nessa conversa de Papudiskina. Afinal, o ex-presidente e ex-prisioneiro Lula, que se safou graças a uma reinterpretação do texto constitucional, estava querendo posar de mocinho frente à pandemia, mas agora também deu sua escorregada ao dizer que a natureza criou o monstro da pandemia para frear a escalada liberalizante desse governo.

Sim, eu sei, os esquerdistas vão dizer que se faz uma interpretação descontextualizada para prejudicar a imagem do ex-presidente (como se sua imagem já não estivesse bastante arranhada). O fato é que, para a esquerda, qualquer fala grotesca de Bolsonaro há sempre uma interpretação pendendo para o lado mais obscuro possível. Até a frase gripezinha distorceram bastante, pois não foi Bolsonaro quem a disse, mas um médico famoso, referência inclusive dos esquerdistas e inimigos do atual presidente. Bolsonaro apenas a repetiu, o ironizando. Mas sim, é verdade, que o atual presidente não aderiu à histeria dos que querem travar o país, mesmo sabendo ser isso impossível por sermos um país de dimensão continental.

Ora, se os esquerdistas podem distorcer as frases de Bolsonaro, por que agora esse chororô porque a imprensa divulgou essa frase infeliz do Lula? Sim, dá para interpretar beneficamente a frase dele, tornando-a mais humana. Mas também dá para fazer isso perfeitamente com as frases de Bolsonaro. Ambos são seres humanos, com suas virtudes e defeitos. Claro que eu não vou me somar àqueles que querem dar a pior interpretação possível ao que o Lula disse. Eu o entendi perfeitamente. Ele não quis dizer que está feliz pela pandemia, nem quis dizer que está feliz com a morte de milhares de pessoas. A fala dele não pode ser distorcida para esse lado. É desonesto fazer isso. Lula, porém, está pagando o mesmo preço que Bolsonaro paga frente a uma imprensa que vai sempre usar frase de efeito, apelando por uma interpretação a mais canalha possível. A rede social também não perdoa. Há sempre os influenciadores, de uma corrente ideológica ou de outra, que vão se encarregar de dar a pior interpretação possível à fala da figura política com a qual não simpatizam e o efeito manada se segue.

Para finalizar o raciocínio, nem Lula nem Bolsonaro são exemplo de estadistas equilibrados, que pensam antes de falar. Ambos se parecem em suas falas. Tornam público o que pensam e até o que não pensam, mas que os outros se encarregam de pensar por eles. Os simpatizantes de Bolsonaro e de Lula também se parecem. São a outra face da mesma moeda. Há gente radical em ambos os lados, sempre disposta a irem às redes sociais fazerem de Lula e de Bolsonaro verdadeiros demônios. Mas há diferença entre ambos. A diferença é que um já teve a sua chance, governou o país por 8 anos e até fez sua sucessora, Dilma Rousseff, que fez uma péssima administração, e fez crescer nacionalmente o antipetismo em notável escala. O outro está tentando governar, mas um congresso canalha não o deixa fazer nada.

Nessa questão do Centrão, bando de políticos sem ética e moral, os simpatizantes do PT nem sabem o que dizer. Se dizem que Bolsonaro não conseguiu governar porque não aceitou o jogo dessa classe política, admitem que o presidente atual tentou fazer as coisas certas e que não conseguiu. O PT, recordemos, sempre cedeu ao Centrão e sua principal figura política, Lula, foi parar na cadeia, acusado de ser o líder de um bilionário esquema criminoso.  Agora, a mesma esquerda, ataca Bolsonaro de estar cedendo, aos poucos, ao que os congressistas do Centrão pedem para conseguir o mínimo possível de governabilidade.  Os esquerdistas estão em uma encruzilhada, mas como muitos deles não tem ética mesmo e nem pensa com a razão, espalham que Bolsonaro é uma fraude, pois prometeu governar sem o toma-lá-dá-cá e ao que tudo indica vai ter de fazer o mesmo. Mas há uma diferença enorme. Lula e o PT cederam ao Centrãode imediato, embarcaram logo no esquema do mensalão e finalizaram a roubalheira com o “Petrólão”. Bolsonaro, pelo que sabemos, até aqui não tem nada que macule sua administração.  Ele não está roubando e nem deixando que roubem os cofres públicos. Essa diferença é bem significativa.

Por fim, falemos agora do esquema que dizem envolver o senador Flávio Bolsonaro. Agora, o cara que é seu suplente, lança acusações contra ele. Essas acusações, contudo, fazem parte de um meticuloso plano para esse traidor, Paulo Marinho, assumir como senador. Se Flávio é cassado, ele é o beneficiário direto. Logo, suas acusações não podem ser levadas totalmente a sério, embora por questão de justiça e ética, precisem ser investigadas, doa a quem doer.

Agora cresce o desespero dos que querem Bolsonaro fora do poder. Além dos pedidos de impeachment formulados ao Congresso, todos feitos pela horda de simpatizantes da velha ou nova esquerda. Há um grupo incentivando que o TSE casse a chapa Bolsonaro/Mourão e ainda dize, com a maior cara de pau, que fazer isso é algo muito simples. Basta 4 votos no TSE.  O que esses canalhas precisam entender é que não há motivos para cassar a chapa. A Chapa não cometeu crime algum. Se o TSE fizer isso, terá consequências. O Exército já deixou tudo muito bem claro. Não vai aceitar canalhice de quem quer que seja. Mais fácil o exército fechar Congresso ou STF, do que essas instituições, ao serem cooptadas pelos lacradores e entes governadas por esquerdistas como a terrível e canalha direção atual da OAB, do que o presidente perder o seu cargo.

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Covid-19: Brasil registra 106.523 mortes e 3,27 milhões de casos

O Brasil chegou a 106.523 mortes pela covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira (14). Nas últimas […]

15/08/2020

Agronegócio ajudou a segurar PIB durante a pandemia, diz ministra

Com safra recorde de grãos e aumento nas exportações, o agronegócio brasileiro foi essencial para segurar a atividade econômica durante […]

15/08/2020

Ações de combate à Sífilis são retomadas em Rondônia

Dentre os temas discutidos foi apresentado o projeto Acadêmico Vigilante em Saúde As ações estratégicas de combate à Sífilis foi […]

15/08/2020

Follador faz críticas ao DER por abandonar as rodovias estaduais

O deputado Adelino Follador (DEM) criticou, nesta sexta-feira (14), a demora do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) em tomar […]

15/08/2020