Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Candidato a vereador em Patrocínio é morto depois de criticar prefeitura em live

25/09/2020

Compartilhar:

Cássio Remis foi morto a tiros
Autor do crime é irmão do prefeito
Deiró Marra nega envolvimento

Cassio Remis 868x644 1

Cássio Remis (PSDB), candidato a vereador em Patrocínio (MG) e ex-presidente da Câmara Municipal da cidade, foi morto a tiros nessa 5ª feira (24.set.2020). Segundo a Polícia Militar, o responsável pela morte é Jorge Marra, irmão de Deiró Marra (PSB), prefeito da cidade.

O candidato a vereador foi atacado depois de ter feito uma transmissão ao vivo no Facebook em uma obra. Na live, ele afirmou que funcionários municipais eram escalados para fazer serviços particulares em frente a uma casa que seria usada como comitê de campanha do prefeito.

Estamos aqui na avenida que está servindo para reforma e, para nossa surpresa, mas não para nossa estranheza, nós nos deparamos desde ontem com 1 arsenal de funcionários da prefeitura sendo utilizados para fazer o calçamento de onde possivelmente será o comitê eleitoral do prefeito”, disse Cássio na transmissão.

Gravadas ao vivo, as imagens mostram Jorge Marra, que é secretário de Obras da cidade, saindo de 1 carro e tirando o celular da mão de Cássio, encerrando a transmissão. “Tá agora o secretário. Chegaram aqui para me agredir. Entendeu?”, disse Cássio ao ver a aproximação de Jorge.

O candidato foi à Secretaria Municipal de Obras para recuperar o aparelho. De acordo com a PM, Cássio foi morto nas proximidades do local onde a Secretaria funciona. Jorge está foragido.

Paulo Abi-Ackel, presidente estadual do PSDB e deputado federal, se manifestou sobre o assassinato.

O PSDB-MG manifesta seu mais profundo repúdio à violência que se abateu sobre o Presidente Municipal do PSDB de Patrocínio, Cássio Remis. Nenhuma divergência política justifica a substituição do debate e das diferenças por meios violentos, ainda mais diante de vidas humanas”, escreveu em seu perfil no Twitter.

Em entrevista a jornalistas, o prefeito Deiró Marra (PSB) negou que tenha relação com o crime e disse que pediu a exoneração do irmão do cargo de secretário. Afirmou ainda que não sabe do paradeiro de Jorge.

Quero inicialmente dizer que nós estamos, de forma muito consternada, com tudo que aconteceu. Com dor e com muito pesar que a gente percebe isso”, disse. “Esperamos que todos os fatos sejam elucidados e apurados de forma transparente pelas polícias, com a mais absoluta isenção de tudo isso.

Digo aqui que todas minhas diferenças de campo político sempre foram resolvidas através do debate, jamais tive qualquer atitude fora desse campo. Infelizmente não conheço e não sei de nenhum fato e de nenhuma ação que culminou nessa tragédia, mas posso aqui externar minhas condolências à família do vereador Cássio Remis“, falou o prefeito. 

O prefeito ainda rebateu as críticas feitas por Cássio na transmissão. “Reformar os passeios é uma questão trivial, não tem nada a ver“, afirmou.

Fonte: Poder360

Compartilhar:
Categorias: Geral

Notícias Relacionadas

Afogamento: Mais um jovem morre afogado enquanto banhava com amigos no Rio Urupá

As mortes por afogamento este ano, tem superado os limites de todos os outros anos. Já foram muitas vidas perdidas […]

25/10/2020

Adoção e abandono de animais domésticos aumentaram

Ter, em casa, a companhia de um animal doméstico pode representar, para muitos, uma forma de espantar a solidão que […]

25/10/2020

Vasques avança o diálogo com a população e intensifica reuniões em bairros de Cacoal

O candidato a prefeito, Marco Aurélio Vasques (DEM), na primeira semana de campanha recebeu inúmeros apoios e intensificou sua agenda […]

25/10/2020

70.350 rondonienses contraíram Covid-19

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da […]

25/10/2020