Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Polícias Civil e Militar de Cacoal cumprem 25 mandados de prisão

Os mandados são contra organização criminosa que atuava no tráfico de drogas

18/09/2020

Compartilhar:

No total, são 23 mandados de busca e apreensão e 25 prisões e mobilizou mais de 50 policiais

20200918 164924 960x815 1

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da Delegacia Regional de Cacoal em ação conjunta com o 4º Batalhão da Polícia Militar, deflagrou na tarde desta sexta-feira (18.09.2020), a operação denominada “TURING”. O objetivo é desarticular Organização Criminosa que abastecia grande parte do comércio de drogas ilícitas em Cacoal.

De acordo com o delegado de Polícia Alexandre Baccarini que conduz o Inquérito Policial, os investigadores conseguiram ao longo de 4 meses de apuração colher inúmeros elementos probatórios da atuação criminosa dos envolvidos. Durante a investigação foram apreendido mais de 10 kg de cocaína avaliada em R$ 330.000,00.

Os policiais averiguaram que a remessa cocaína vinha de Porto Velho para Cacoal, e nesta cidade a era dividida e distribuída para diversos traficantes, que se dedicavam à venda do entorpecente para os usuários. O pagamento da droga era realizado através sistema financeiro, inclusive, com a utilização de contas bancárias de terceiros. Por este motivo várias contas foram bloqueadas por ordem do Poder Judiciário.

O grupo era liderado por D.M. que se encontra recolhido no sistema prisional de Cacoal, mas mesmo assim dava ordens e comandava o tráfico de drogas, com o uso de um aparelho de telefone celular. Do lado de fora, sua esposa E.D.S.P., liderava da cidade de Porto Velho, o núcleo logístico e financeiro da ORCRIM.

As ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Cacoal, Pimenta Bueno, Jí-Paraná, Guajará-Mirim e Porto Velho. No total, são 23 mandados de busca e apreensão e 25 prisões.

A operação policial mobilizou mais de 50 policiais e foi coordenada pelo Núcleo Integrado de Inteligência de Cacoal (PC/PM) contando com apoio de unidades de Cacoal, Porto Velho e  Guajará-Mirim. Também deram apoio as equipes PATAMO (Patrulhamento Tático Móvel) e CANIL da PM.

A operação foi batizada pelo nome de “TURING” porque durante as apurações, alguns investigados passaram a se comunicar por meio de sequência cifrada criada com o objetivo de dificultar o trabalho da polícia. No entanto, após exaustiva análise das cifras foram identificados o seu significado e a partir daí compreender o teor do conteúdo das mensagens interceptadas. O nome é uma referência a Alan Turing, um matemático e cientista da computação que durante a segunda guerra mundial se dedicou a quebrar códigos utilizados pelos alemães, como demonstrado no filme “O JOGO DA IMITAÇÃO”.

Fonte: Assessoria PC

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Curso para formação de classificadores de café contribuirá para a melhoria da qualidade do produto em Rondônia

O Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron), e o Ministério da Agricultura Pecuária e […]

19/10/2020

PM prende 6 foragidos da Justiça neste fim de semana na região do café

Neste fim de semana, policiais militares capturaram seis pessoas procuradas pela Justiça. As prisões aconteceram em diferentes pontos, em toda […]

19/10/2020

Usina de Calcário bate recorde de produção com 160 mil toneladas entregues em Rondônia

O ano de 2020 já entrou para a história da produção de calcário em Rondônia, batendo o recorde das últimas […]

19/10/2020

Eleições 2020: Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar

O contingente elegerá novos prefeitos e vereadores em 5.569 municípios em 15 de novembro Mulher, com ensino médio e de 35 […]

19/10/2020