Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Gastando os Sapatos!- Coluna BOCA MALDITA – (16.10.2020)

16/10/2020

Compartilhar:
Boca Maldita 2

DIA DOS PROFESSORES

Ontem foi o Dia dos Professores, data muito importante e que precisa ser registrada com destaque por todos nós. Os professores são as pessoas que possuem a nobre atribuição de ensinar as ciências e trabalhar para a ampla formação da sociedade. Os professores são tão importantes para o país, que mesmo com a grave crise da covid-19, têm se dedicado dia e noite para atender os alunos em todos os lugares do Brasil. Em Cacoal, conhecemos centenas de professores que não mediram esforços para fazer seu trabalho com muita dedicação e com muito amor aos alunos. Então,  apesar de nossa coluna não ter circulado ontem, registramos nossos sinceros elogios a todos os professores e professoras de Rondônia e de Cacoal. Parabéns aos professores e que nosso país possa contar sempre com vocês!!!

MARIA SIMÕES PREFEITA

Após um longo período de instabilidade e de indecisão política, Cacoal finalmente pode afirmar que tem prefeita. A vereadora Maria Simões, vice-presidente da Câmara de Cacoal, assumiu interinamente o cargo, desde o último dia 08 de outubro, por determinação do Tribunal de Justiça de Rondônia. Embora muitas pessoas possam imaginar que a situação está definida até 31 de dezembro, as coisas não são bem assim. A qualquer momento, existe a possibilidade de Cacoal ter de volta ao cargo a prefeita Glaucione Rodrigues, porque não está descartada a possibilidade de acontecer no âmbito dos tribunais uma decisão que determine a volta dela ao cargo. A posse da vereadora Maria Simões no cargo de prefeita, entretanto, resolve uma situação que poderia gerar graves consequências, porque todos os serviços essenciais precisam da atuação constante da prefeita. Isso sem falar que os servidores, que fazem a máquina funcionar, não podem ficar sem receber seus salários e isto também depende de assinatura da prefeita.

GLAUCIONE ESTÁ FORA

Pelas informações que circularam nas redes sociais estes últimos dias, a prefeita Glaucione Rodrigues está definitivamente fora da disputa pela prefeitura de Cacoal nas eleições deste ano. Pessoas próximas à prefeita e até mesmo adversários políticos divulgaram, nesta quarta e quinta-feira, um documento que teria sido assinado pela prefeita renunciando, em caráter irrevogável, o direito de disputar a eleição pelo MDB. No citado documento, a prefeita informa que autoriza seu partido a buscar outro nome para substituí-la na disputa, visto que está ausente da cidade. A possível renúncia da prefeita Glaucione desagrada completamente seu grupo político, principalmente o presidente da Câmara de Cacoal, Valdomiro Corá. Ele já anunciou nas redes sociais que o MDB não apoia o nome de Marco Aurélio Vasques, indicado como eventual substituto.

PROFESSOR ALEX

A prefeita Glaucione Rodrigues não é a única que estará de fora da disputa pelo Palácio do Café. O professor Alex Costa, candidato da Democracia Cristã teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral. Ele preferiu não recorrer da decisão e renunciou ao direito de continuar na disputa. O professor Alex teve a candidatura indeferida a pedido do Ministério Público Eleitoral e a razão seria pelo fato de não preencher os requisitos para ser candidato, em função da Lei da Ficha Limpa, que prevê uma série de situações pelas quais os candidatos podem ficar impedidos de participar das eleições. Essas indefinições e ausências de candidatos na disputa revelam que hoje os nomes favoritos são o deputado Adailton Fúria e o vereador Mário Moreira. Os candidatos que estão deixando a disputa poderão ser substituídos, mas isto não muda muito o quadro da eleição. Claro que os novos candidatos podem vencer a eleição, mas terão que fazer milagres numa campanha de tempo tão curto. Até a data de ontem os nomes dos substitutos não estão publicados no portal Divulga Candidaturas, do TRE/RO.

DISPUTA ACIRRADA

A disputa para ocupar as 12 cadeiras na Câmara de Cacoal certamente será muito acirrada esse ano. O número de candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral em Cacoal é o maior das últimas eleições a o próprio clima de instabilidade política do município servirá como combustível para intensificar a disputa pelos votos. Desde o dia 27 de setembro, quando começaram oficialmente as campanhas, os candidatos estão se enroscando pelos bairros, empresas e casas de Cacoal. Além disso, aquele clima de favoritismo de alguns partidos que eram vistos como candidatos a ganharem duas ou três cadeiras acabou. A situação ficou muito igual e os favoritos estão completamente desesperados. As pessoas com maior experiência política afirmam que este ano a maioria das vagas do legislativo de Cacoal deve ficar com partidos que até poucos dias eram considerados fora da disputa. Mas uma coisa tem sido bem interessante: ver os candidatos pedindo votos uns dos outros.

MENSAGENS PROIBIDAS

Falando em candidatos a vereadores, muitos deles estão passando o dia inteiro enviando mensagens para as pessoas nas redes sociais. Essa situação poderá gerar uma grande dor de cabeça aos candidatos, caso algum eleitor denuncie, porque os candidatos somente podem mandar essas mensagens, se o eleitor aceitar fazer o cadastro para receber as mensagens do candidato. Caso o candidato envie mensagem nas redes sociais e seja denunciado, a multa é de R$ 100,00 por mensagem enviada, e podem ocorrer outras penalidades. Considerando que os candidatos mandam centenas de mensagens por dia, a multa pode criar um grande problema na vida do candidato. O melhor caminho é cumprir as regras de propaganda.

GASTANDO OS SAPATOS

As redes sociais não têm sido o canal de todos os candidatos, porque pelo menos dois deles são vistos em todos os bairros, de casa em casa, entregando santinhos e falando de suas propostas. O resultado dessas andanças não podemos dizer com exatidão, mas certamente muitas pessoas votarão nesses candidatos, porque a presença do candidato para falar com o eleitor em casa muda muitas coisas.  Para evitar transtornos com as normas eleitorais, não vamos citar aqui os nomes do candidatos que andam de casa em casa, mas essa dica é realmente o melhor caminho para quem pensa em ter um mandato em qualquer município, porque os eleitores estão cada dia mais exigentes.

DICAS DO GUSTAVO

O uso das redes sociais não é proibido pela legislação eleitoral e os candidatos que usarem, dentro das normas, certamente terão um aliado fundamental, nesta crise de covid-19. O importante é conhecer as regras e aprender as dicas. Em Cacoal, os candidatos não poderão reclamar da falta de orientação sobre o bom uso das redes sociais. Para citar um exemplo, o ex-secretário da Indústria e Comércio de Cacoal, professor Gustavo Reis, tem gravado uma série de vídeos no YouTube, dando, gratuitamente, dicas muito importantes sobre como abordar os eleitores pelas redes sociais e como consolidar as propostas apresentadas. Basta que os candidatos procurem conhecer as dicas do professor Gustavo e organizem suas campanhas

GUERRA DE PRESIDENTES

O vereador Valdomiro Corá parece que não está muito contente com seu colega de mandato Paulinho do Cinema. Na sessão da ultima terça-feira, após o feriado de 12 de outubro, Corazinho usou a tribuna da Casa de Leis para fazer duríssimas críticas contra diversos vereadores. O presidente da câmara evitou citar nomes, mas os fatos citados por ele são conhecidos na cidade. Corazinho disse, por exemplo, que seu antecessor gastou mais de 100 mil reais com internet e que na atual gestão da presidência os mesmos gastos são de 12 mil reais. Valdomiro Corá foi adiante, dizendo que Paulinho do Cinema teria feito uma reforma de quase 100 mil reais na câmara e que não serviu para nada. Nós da coluna queremos registrar que o espaço está aberto para o vereador Paulinho apresentar sua versão, mas praticamente todos os vereadores afirmam que a gestão da Mesa Diretora anterior fez uma excelente gestão. 

METRALAHADORA GIRATÓRIA

Paulinho do Cinema não foi a única vítima da metralhadora giratória do presidente da Câmara de Cacoal. Corazinho afirmou que um vereador morador da zona rural costuma usar a caminhonete da Casa de Leis para fazer duas ou três fotos de uma ponte e fazer barulho nas redes sociais. Segundo o presidente da Casa, esta situação gera gasto de 150 reais cada vez que se repete e isso configura, na opinião dele, um absurdo. Outro colega de mandato, ainda segundo Corazinho, teria usado a estrutura da câmara para se deslocar a Porto-Velho e pedir que a sogra fosse nomeada para um cargo no serviço público. Valdomiro Corá afirmou que tem munição de grosso calibre contra todos os candidatos a prefeitos e que  para levar a público basta que alguém o provoque. Há quem diga, porém,  que essas ameaças não passam de barulho de carriola.

Tambem Le Tp

O professor Severino Bertino Neto, coordenador regional de Educação do Governo em Cacoal, pioneiro, torcedor do Vasco e esposo da senhora Alice Escobar TAMBÉM LÊ TRIBUNA POPULAR

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Senador Marcos Rogério, vice-líder de Bolsonaro, reforça apoio a campanha de Vasques

O Senador Marcos Rogério (DEM), esteve neste sabádo (24) em Cacoal, onde reforçou seu apoio na campanha do candidato Marco […]

25/10/2020

Trágico acidente mata empresário na Br-364, próximo a Presidente Médici

Um trágico acidente na noite deste sábado 24, deixou uma pessoa morta, e dois feridos na Br-364, saída de Presidente […]

25/10/2020

Afogamento: Mais um jovem morre afogado enquanto banhava com amigos no Rio Urupá

As mortes por afogamento este ano, tem superado os limites de todos os outros anos. Já foram muitas vidas perdidas […]

25/10/2020

Adoção e abandono de animais domésticos aumentaram

Ter, em casa, a companhia de um animal doméstico pode representar, para muitos, uma forma de espantar a solidão que […]

25/10/2020