Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Pesquisa aponta que Rondônia teve saldo positivo na geração de empregos em setembro

Rondônia ficou na 12ª colocação do ranking nacional

13/11/2020

Compartilhar:
Caged 2

O Brasil teve um aumento significativo na geração de emprego no mês de setembro, e as Micro e Pequenas Empresas (MPE) foram responsáveis por mais de 195 mil novos postos de trabalho. Os dados são do Ministério da Economia, disponibilizados no portal Programa de Disseminação das Estatísticas do Trabalho (PDET), e a análise do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Na análise divulgada, no mês de setembro, as Micro e Pequenas Empresas (MPE) foram responsáveis pela geração de 195.206 novos empregos formais, o que correspondeu a 62,3% do total de empregos gerados no país nesse mês, enquanto as Médias e Grandes Empresas (MGE) criaram apenas 117.849 novas vagas, o que corresponde a 37,6% do total.

O comércio foi o setor em que as MPEs mais se destacaram, respondendo pela geração de 58,4 mil empregos (30% do total de empregos gerados nesse mês), seguido pelo setor de serviços, com a geração de 57 mil postos de trabalho, num total de 29,2%. Já os números acumulados de janeiro a setembro mostram que os setores da construção civil, com 111.656 mil novos empregos, e o agronegócio, com 28.813 mil, foram os que mais contrataram.

          Julho a setembro foi o período em que as MPEs mais empregaram, com 442.806 novos contratados. Rondônia ficou na 12ª colocação do ranking nacional, com 1.380 empregos gerados no período de janeiro a setembro. Só no mês de setembro, foram criados 1.527 novos empregos no estado.

Apesar do resultado positivo de setembro, no acumulado do ano, de janeiro a setembro, em todo o Brasil, os números ainda são negativos. Dos 27 estados da federação, apenas 12 ficaram com saldo positivo, e dentre eles, todos os estados da região Norte.

Nesse período, as MPEs fecharam mais de 294 mil postos de trabalho, e as MGEs mais de 333 mil. O período que mais registrou queda foi de março a junho, com destaque para o mês de abril, em que os números ultrapassaram as 590 mil demissões, evidenciando as consequências da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

A análise completa está disponível no site de dados da instituição DATA SEBRAE (datasebrae.com.br).

Saiba mais sobre as ações do Sebrae: acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp, pelo mesmo número. Siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube.

Fonte: Sebrae

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Governo suspende visitas a presos para evitar disseminação da Covid em Rondônia

Estarão suspensas, a partir da próxima segunda-feira 18, as visitas sociais nos estabelecimentos penais do Estado de Rondônia, por deliberação […]

17/01/2021

Novo decreto limita acesso a supermercados e farmácias e impõe regras para venda e consumo de bebidas

O Governo do Estado publicou na noite deste sábado (16), um novo decreto, com regras ainda mais duras Em uma […]

17/01/2021

O DIA 17 DE JANEIRO NA HISTÓRIA

Lúcio Albuquerque – jlucioac@gmail.comBOM DIA 17 DE JANEIRO! RONDÔNIAEm 2009 – Falece em Porto Velho, aos 94 anos, o professor, […]

17/01/2021

Enem em Cacoal: Nota de esclarecimento do prefeito Adailton Furia

O Prefeito do Município de Cacoal, Sr. Adailton Antunes Ferreira, por sua assessoria de imprensa, informa a população de Cacoal […]

16/01/2021