Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Coluna Boca Maldita – Amores Legislativos (19.03.2021)

19/03/2021

Compartilhar:
Boca Maldita

FÁBRICA DE OXIGÊNIO. Nos últimos dias surgiu uma grande polêmica em torno da possibilidade ou não de faltar oxigênio hospitalar para todos os municípios de Rondônia. A notícia deixou a população muito mais assustada, porque a falta de oxigênio está entre os principais motivos de mortes de vítimas da covid-19 em muitos estados brasileiros. O estado do Amazonas, vizinho de Rondônia, é uma amostra clara e muito dolorosa do que ocorreu com incontáveis vitimas da pandemia. O governo de Rondônia negou a informação e declarou que no estado existe uma fábrica do produto até este momento, porém, muitas informações distorcidas são passadas para a população e o número de mortos só aumenta. Certamente, toda a população rondoniense torce para que realmente exista a fábrica anunciada pelo governador, porque o estado não pode entrar para a mesma lista de caos que acontece com outros estados da federação.

 LULA x BOLSONARO. Após a decisão do ministro do STF, Edson Fachin, de anular as decisões da 13ª Vara Federal da Justiça de Curitiba, a polarização entre defensores e opositores do governo Bolsonaro ganhou muito mais força. Em todas as redes sociais, jornais e rodas de conversa, o assunto é a retomada dos direitos políticos pelo ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Na sessão da ultima segunda-feira, na Câmara de Cacoal, o vereador Paulo Duarte Bezerra (Paulinho do Cinema) fez duras críticas contra a polarização, destacando que as pessoas esqueceram os perigos da pandemia e passaram a discutir apenas a eleição de 2022, enquanto milhares de brasileiros morrem todos os dias, vitimados pela covid-19. O vereador tem razão em suas reclamações, mas esse assunto é praticamente inevitável, principalmente porque o próprio governo brasileiro tem alimentado a discussão e usado inúmeros aliados para manter a discussão uma vez que a mídia, chamada de mídia do ódio, faz de tudo para enaltecer Lula e desmoronar Bolsonaro.

EZEQUIEL CÂMARA. O vereador Ezequiel Câmara (Minduim) fez diversos questionamentos sobre alguns equipamentos hospitalares que, segundo informações, estão há vários anos no almoxarifado do Hospital Regional de Cacoal e nunca foram instalados. Por várias vezes, seu colega no legislativo cacoalense, Paulo Henrique Silva (Dr. Paulo Henrique) tem afirmado que o ex-deputado federal Nilton Capixaba destinou recursos e foram comprados dez conjuntos de equipamentos para a instalação de UTI neonatal no Hospital Regional de Cacoal. Ele argumenta que o ex-congressista de seu partido fez de tudo para conseguir a compra dos equipamentos que hoje estão abandonados. Após visitar os locais onde estariam os equipamentos, o vereador Ezequiel Câmara declarou que, na realidade, “compraram o disco antes da radiola”, já que não existe espaço físico adequado para instalar os equipamentos de UTI. É lamentável que neste momento crítico de pandemia, equipamentos indispensáveis para salvar vidas estejam amontoados em depósitos, enquanto a população vive momentos de desespero.

CARRO ZERO. Na sessão do começo dessa semana, os vereadores de Cacoal aprovaram, por unanimidade, uma liberação de recursos orçamentários cuja finalidade é comprar um novo veículo para atender o gabinete do prefeito Adailton Fúria. Na justificativa assinada por todos os vereadores está registrado que o prefeito, secretários e outros agentes públicos que utilizam o veículo do gabinete para fazer viagens dentro do estado precisam ter mais conforto para seus deslocamentos e que a compra de um carro novo vai ajudar no encaminhamento de novas medidas a favor da população de Cacoal. Poucos dias atrás, o prefeito Adailton Fúria declarou, em uma das lives praticamente diárias que faz, que no pátio da Secretaria de Obras do município existem dezenas de veículos que poderiam ser recuperados, mas que foram sucateados pelos seus antecessores. Entre esses veículos, estariam caminhonetes seminovas. Talvez fosse o caso de fazer um levantamento e verificar que carros podem ser recuperados por custos menores para atender viagens da administração, mas a solução encontrada foi comprar um carro novo. Se o dinheiro fosse deles, pensariam melhor…

AMORES LEGISLATIVOS. Durante a legislatura passada, era muito comum haver eternos conflitos e até agressões entre vereadores dentro da Câmara Municipal de Cacoal. Muitas vezes, projetos importantes deixaram de ser votados, porque a prioridade eram as brigas. Os vereadores que tomaram posse em janeiro deste ano prometeram que a situação iria mudar. Realmente mudou. Na sessão desta semana, não houve nenhuma briga entre os vereadores e vários deles passaram mais de 40 minutos fazendo elogios entre si. Os vereadores fizeram diversas declarações de amor ao trabalho uns dos outros e disseram que são fãs dos colegas, porque conhecem de longa data. Ocorre que durante toda a sessão nenhum projeto de autoria dos vereadores foi discutido para melhorar a vida da população e a rasgação de seda certamente não está entre as prioridades daqueles que foram ás urnas em novembro passado para tentar mudar a realidade do município. O que a população espera dos vereadores é atitude, não discursos vazios de elogios mútuos. Cacoal precisa andar melhor…

A POLÊMICA DOS 4 MILHÕES. A lua de mel entre o governo de Rondônia e o prefeito de Cacoal Adailton Fúria parece ter chegado ao fim. Recentemente, o prefeito da Capital do Café gravou uma “live” acusando o secretário de saúde de Rondônia, Fernando Máximo de fazer politicagem para desgastar a imagem do prefeito com seus eleitores. O secretário de saúde do governador Marcos Rocha também costuma gravar vídeos e declarou, em uma dessas ocasiões, que encaminhou ao município de Cacoal, ainda na gestão passada, cerca de 4 milhões de reais que seriam para instalação de UTI no município. Fernando Máximo afirmou que outros municípios também receberam os recursos para instalar UTI e cumpriram as obrigações, sendo que Cacoal até hoje nada fez. Em resposta ao secretário, o prefeito disse que acionou o poder judiciário para utilizar os recursos em outras atividades e que já obteve autorização judicial para agir. A coisa vai esquentar. Pensávamos que era só da agricultura que tiravam para ou finalidade…

COMPRA DE VACINAS. Após o visível aumento dos casos de contaminação e mortes por covid-19 em todos os municípios de Rondônia, diversos prefeitos anunciaram, nos últimos dias, que estão adotando as medidas administrativas e financeiras necessárias para a compra de vacinas. Os prefeitos de Porto-Velho, Ariquemes, Guajará-Mirim, Rolim de Moura e São Miguel do Guaporé estão entre os lideres municipais que anunciaram a compra do imunizante. Em alguns casos, os prefeitos conseguiram encaminhar os pedidos através de deputados que foram eleitos por esses municípios e que são cobrados pela população para a destinação de emendas que tenham esta finalidade. Caso os citados municípios venham a confirmar a aquisição de vacinas, certamente será muito importante para os rondonienses, porque grande parte da população poderá ser vacinada. Outros municípios precisam seguir o exemplo e buscar caminhos para a compra da vacina contra a covid-19 e Cacoal é um deles.

REDUÇÃO DE VENCIMENTOS. Esta semana, a Comissão Especial que avalia os decretos do governo de Rondônia e outras medidas relacionadas com a covid-19 no estado anunciou que vai pedir ao governador Marcos Rocha que encaminhe ao legislativo estadual uma proposta para reduzir em 20% os vencimentos de diversas autoridades rondonienses. A proposta partiu do deputado estadual Anderson Pereira (PROS) e se refere às autoridades de diversos órgãos estaduais. Desembargadores, juízes, membros do Ministério Público, deputados estaduais, secretários de estado, Defensoria Pública e outros setores foram citados na indicação encaminhada ao chefe do executivo de Rondônia. Poucos dias atrás, o próprio governador Marcos Rocha declarou que estaria disposto a abrir mão de 50% de seus vencimentos para ajudar no combate à pandemia, bastava, segundo ele, que uma lei fosse aprovada pela Assembleia Legislativa de Rondônia. Tudo indica que uma grande polêmica surgirá em torno da ideia. Vamos esperar e conferir.

CARRO VELHO. A prefeitura de Cacoal precisa acionar o pessoal do setor de desobstrução de ruas a avenidas para resolver um problema que incomoda muitos moradores dos bairros Jardim Saúde e Vilage do Sol. Há vários meses, existe um automóvel que foi abandonado na rua Edite Fonseca Vales, bem ao lado da AREF,  e que causa muitos transtornos para os condutores e veículos que passam pelo local. O veículo está no meio da rua e impede a visibilidade de condutores que trafegam naquele setor. Esta situação pode causar um grave acidente, caso não seja resolvida com brevidade. Diversos moradores da região reclamam que o carro abandonado e o matagal ao lado podem esconder animais peçonhentos e até mesmo alguma pessoa que tenha interesse em fazer algo ilícito. Esse tipo de situação não pode acontecer em uma cidade como Cacoal, que recebe inúmeros visitantes de vários lugares. E falando de rua “trancada”, agora a pedra sai do caminho. O vereador Minduím, pediu que a enorme pedra que impede o transito na rua Quintino Bocaiuva entre a Guaporé e Amazonas, seja demolida. Ela toma toda a largura da rua e claro, sempre existiu e Cacoal que iniciou lá pelos anos 70, nunca teve ninguém para dar jeito na situação. Agora vai?

Img 20210319 Wa0019
Compartilhar:

Notícias Relacionadas

RENOVAÇÃO DE LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA - LAS DE ANA KAROLINE SOUZA QUINTINO

RENOVAÇÃO DE LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA – LASAna Karoline Souza Quintino EIRELI com CNPJ 35.823.175/0001-83, Av: Sete de Setembro, 2461, Centro, […]

14/04/2021

PEDIDO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO DE MARIA ARIANE DA SILVA MELO

PEDIDO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO MARIA ARIANE DA SILVA MELO 98379976215, inscrito com CNPJ n° 35.474.443/0001-07, torna-se público […]

14/04/2021

Senador Acir Gurgacz cobra cumprimento da lei para preço do leite

Rondônia tem mais de 28 mil produtores de leite que entregam mais de 1,6 milhão de litros de leite por […]

14/04/2021

Jaqueline Cassol confirma realização da segunda fase do Revalida

Por Bruna Carneiro – A segunda fase do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) deve acontecer até […]

14/04/2021