Rondônia, 17 de julho de 2024 – 05:35
Search
Anuncie aqui
Search
17 de julho de 2024 – 05:35

Escola da Magistratura realiza primeiro seminário sobre autismo em Porto Velho e Cacoal

Anuncie aqui

A iniciativa atendeu solicitação do deputado Cirone Deiró e reflete o compromisso da EMERON com a inclusão das pessoas com deficiência

A Escola da Magistratura de Rondônia (EMERON) promoveu o 1º Seminário sobre Transtorno do Espectro Autista, em reconhecimento ao direito de todos à inclusão. O evento, realizado em Porto Velho e Cacoal, foi um marco na busca por capacitação e conscientização sobre o autismo. Em Porto Velho o seminário foi realizado no dia 18 de junho, na Escola da Magistratura e em Cacoal, no dia 20 de junho, no Instituto Federal de Rondônia- Ifro. Os dois encontros reuniram famílias atípicas e profissionais com atuação na área da inclusão e dos direitos das pessoas com deficiência.

De acordo com o desembargador Alexandre Miguel, diretor da EMERON, a iniciativa, atendeu solicitação do deputado Cirone Deiró e reflete o compromisso da EMERON em oferecer formação, tanto para famílias atípicas, quanto para profissionais da saúde e educação, demonstrando a importância do treinamento continuado  e da sensibilização perante questões relacionadas ao TEA.

Cirone  Deiró agradeceu ao desembargador  Alexandre Miguel, diretor da EMERON, e um dos palestrantes, junto com os juízes Luis Ricardo Catta Preta Silva Fulgoni, Flávio Henrique de Melo, além dos demais palestrantes Leandro Matos e Andressa Roveda, pelo valioso conhecimento compartilhado e pela contribuição significativa no evento de extrema relevância para as famílias dos autistas.

Para o deputado, é imperativo que as pessoas com deficiência tenham acesso pleno aos serviços públicos essenciais, incluindo saúde, educação, esporte, cultura e lazer. “Estamos firmemente comprometidos, em parceria com os demais poderes e instituições para garantir essa igualdade de oportunidades e inclusão em todos os aspectos da vida social”, afirmou.

Na avaliação da mãe atípica Fabiane Aparecida dos Santos, que tem pós graduação em Educação Especial e Atendimento Educacional Especializado, o primeiro seminário sobre o transtorno do espectro do autista foi uma experiência que contribuiu muito com a sua formação, como também para compreender questões que enfrenta diariamente. Segundo ela, todas as palestras foram importantes para seu aprendizado, na condição de mãe atípica, que precisa diariamente dar respostas a tantas perguntas.

Fabiane dos Santos destacou a importância dos relatos de vida dos palestrantes, como o neurocientista Leandro Matto, que trouxe a possibilidade de aprendizado com a Inteligente Artificial (IA), para auxiliar os autistas a se conectarem cada vez mais e a desenvolver seu potencial junto as tecnologias. “O juiz Ricardo Fulgoni, com sua história de vida e superação dos desafios enfrentados por quem vive a realidade autista, nos emocionou muito e nos mostrou que podemos pensar em um futuro melhor para nossos filhos, mesmo com todas as dificuldades que encontramos no caminho”, concluiu.

Edna Okabayashi

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp