Cacoal/RO, 27 de maio de 2024 – 06:41
Search
Search
27 de maio de 2024 – 06:41

Bolsonaro elogia discurso de Malafaia com ataques ao STF em ato na Paulista: ‘Foi cirúrgico’

O pastor disse, na ocasião, que se Bolsonaro for preso são “eles” que vão se destruir e fez ataques a Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso

Brasília, 27 – Apesar de aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro terem se esforçado para tentar isolar dele as palavras ditas por Silas Malafaia, que fez um discurso de ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) no último dia 25, o próprio ex-presidente elogiou as falas do aliado. Bolsonaro afirmou que Malafaia trouxe fatos e ainda convocou seus apoiadores a assistirem o discurso. O pastor disse, na ocasião, que se Bolsonaro for preso são “eles” que vão se destruir e fez ataques a Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

“Foi marcante no meu entender o que aconteceu, aqueles dados, aqueles fatos, aquela cronologia do Silas Malafaia foi perfeita. Eu tenho certeza que ele poderia falar muito mais coisa”, disse, completando: “Recomendo que você assista esse discurso de 24 minutos”, afirmou, em entrevista à revista Oeste.

Na live “Oeste sem filtro, ele afirmou que o pastor evangélico “tem razão”. “O Silas Malafaia foi cirúrgico naquela questão. Pois é um cidadão que sabe falar, tem o dom da oratória e é um cidadão que fica indignado com certas coisas que acontecem. O que eu vejo com o Malafaia até agora nos seus posicionamentos, ele tem razão. E, obviamente, dentro do Parlamento, pessoas, no mesmo ideal, podem reverberar muito mais o que aconteceu aqui na Paulista”, afirmou.

Em seu discurso no último domingo, Malafaia apontou diversos questionamentos à atuação do ministro Alexandre de Moraes, relator dos inquéritos contra o presidente que, entre outras coisas, investiga a tentativa de um golpe de Estado. Ele também fez ataques a Luís Roberto Barroso, presidente da Corte. E afirmou que não teme ser preso, mas que vergonha seria “fugir” no momento do que chamou de “a maior perseguição política da história”.

“Toda essa engenharia do mal, toda essa maldade contra Bolsonaro, covarde, ao arrepio da lei e da Constituição… Presidente, você com Deus é maioria sempre. E eu vou dizer uma palavra que eu disse para você algumas vezes no telefone. Eu não desejo isso pra você, mas vou deixar aqui uma palavra: ‘Se eles te prenderem você vai sair de lá exaltado. Você vai sair de lá exaltado. Se eles te prenderem, não vai ser pra sua destruição, mas para a destruição deles. Você vai sair de lá exaltado”, enfatizou.

Sobre Alexandre de Moraes, Silas Malafaia afirmou que ele “tem sangue nas mãos” em razão da morte de um dos presos pelos ataques golpistas de 8 de Janeiro na Penitenciária da Papuda, completando que “ele vai dar conta a Deus”.

Ele ainda chamou de “vergonha” uma fala do presidente da Corte, Luís Roberto Barroso. “”O presidente do STF, ministro Barroso, disse: ‘Nós derrotamos o bolsonarismo’. Isso é uma vergonha. É uma afronta ao povo. Quero dizer: ‘sabe quem é o supremo poder dessa nação? O povo’. Todo nós temos que nos submeter ao povo”, disparou.

Após o discurso, considerado muito duro, aliados de Bolsonaro correram para separar as palavras do pastor das do ex-presidente

“É preciso deixar claro, bem claro, absolutamente claro, que o povo foi à Paulista para ouvir e ver o presidente Bolsonaro. Qualquer outra palavra na grande festa da democracia que não seja dele, são palavras, mas não dele. Bolsonaro é só um”, escreveu o senador Ciro Nogueira, presidente do PP e ex-ministro da Casa Civil de Bolsonaro, nas redes sociais.

Estadão Conteúdo

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp