Cacoal/RO, 1 de março de 2024 – 14:26
Search
Search
1 de março de 2024 – 14:26

Brasil derrota Venezuela e ainda sonha com a vaga nos Jogos Olímpicos de Paris

Bicampeão olímpico, o futebol masculino do Brasil teve de lutar muito para aumentar suas chances de disputar a Olimpíada de Paris. Nesta quinta-feira, a seleção derrotou a Venezuela, por 2 a 1, em Caracas, em duelo válido pela segunda rodada do quadrangular final do Pré-Olímpico. O gol da vitória foi marcado por Guilherme Biro, do Corinthians, aos 42 minutos da etapa final.

Com o resultado o Brasil soma três pontos, contra um da Venezuela e dois da Argentina, que empatou por 3 a 3 com o líder Paraguai, que soma quatro pontos. O Brasil volta a campo no domingo, às 20 horas (de Brasília) frente aos argentinos na última rodada. Os dois primeiros colocados garantem vaga nos Jogos Olímpicos.

Como foi o jogo

Na tentativa de apagar as más atuações na competição, a seleção brasileira iniciou a partida em alta velocidade, com forte marcação e troca rápida de passes.

O Brasil quase abriu o placar aos três minutos com John Kennedy, mas Vivas salvou quase em cima da linha de gol. Mas, aos poucos, a seleção diminuiu o ritmo e sofreu um susto com a finalização de longe de Segoya, aos dez minutos, que fez Mycael fazer boa defesa.

Daí até o intervalo, o jogo ficou equilibrado, com as duas seleções se revezando no ataque, mas sem conseguir criar grandes oportunidades de gol.

Como o empate não era um bom resultado para ambas as equipes, o início do segundo tempo foi marcado pela intensidade dos ataques O Brasil abriu o placar, aos 11 minutos, com Mauricio, ao aproveitar uma bola que ficou pingando na área venezuelana.

Ricardo Valiño fez duas alterações no setor ofensivo da equipe venezuelana e teve sucesso. Aos 21, Arthur Chaves escorregou dentro da área e Bolívar aproveitou para igualar o placar.

O Brasil pareceu sentir o gol sofrido e quase levou o segundo, aos 26 minutos, quando Segovia acertou o travessão por intermédio de uma bomba da intermediária.

Um minuto depois, Lacava chegou a fazer o segundo gol venezuelano, mas o VAR flagrou um impedimento na jogada e o árbitro invalidou a jogada.

Mesmo jogando mal, a salvação brasileira veio aos 42 minutos. Endrick tocou para Guilherme Biro, que demonstrou força física para fazer o gol segundo gol brasileiro. A Venezuela pressionou nos minutos finais, mas não teve sucesso.

Fonte: Agência Estado e Diário do Nordeste

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp