Rondônia, 20 de julho de 2024 – 14:26
Search
Anuncie aqui
Search
20 de julho de 2024 – 14:26

Cacoalense percorre mais de 5 mil km de bicicleta em viagem ao Paraná

Anuncie aqui

Aos 54 anos de idade, o atendente comercial dos Correios Sérgio Rezende da Silva resolveu encarar um grande desafio e pedalou, em 31 dias, aproximadamente 5.200 km. Ele resolveu ir de bicicleta de Cacoal (RO) a Foz do Iguaçu!

Casado com Ivane, Sérgio é pai de Gabriela e mora em Cacoal desde outubro de 1999. A prática de ciclismo começou há quatro anos, em agosto de 2020. “Tomei remédios por seis anos para controlar o diabetes e o uso da bike substituiu esses medicamentos”, lembra. Para o ciclista, a maior dificuldade para quem pedala entre cidades e estados é a falta de acostamento nas rodovias.

Além de Foz do Iguaçu, Sérgio, que nasceu em Caçu (GO), registra outras aventuras. Além de conhecer, de bike, os 52 municípios de Rondônia, o rondoniense já pedalou por diversas estradas do Brasil, em estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Goiás e também pelo Paraguai e Argentina.

Foi a partir de um passeio de bike até Chapada dos Guimarães, no ano passado, que Sérgio começou a planejar a pedalada até Foz do Iguaçu. Um passeio de 31 dias, que teve início em 05 de maio e foi concluído na última semana, no dia 06 de junho, percorrendo uma média de 200 quilômetros por dia com sua bike, um presente da Ciclo Cairu, uma das maiores fábricas de bicicletas do Brasil, sediada em Pimenta Bueno (RO)

Questionado pela equipe do Portal Tribuna Popular sobre as principais emoções dessa viagem, Sérgio não tem dúvidas. “Conhecer novos lugares e pessoas e encarar os desafios que a bicicleta nos impõe, como pedalar contra o vento, encarar chuva e frio, mas vale a pena quando se completa o percurso”, garante o ciclista.

Segundo ele, ao longo dos mais de cinco mil quilômetros percorridos, não encarou nenhum problema ou dificuldade que pudesse desanimá-lo. Até Cascavel (PR) ele contou com a companhia do amigo Juliano, de Ouro Preto (RO), e até Presidente Prudente, foi acompanhado do amigo Edgar, de Alta Floresta do Oeste (RO). Mas a partir daí, cada um optou por um caminho e Sérgio seguiu em frente, mesmo solitário.

Nesta mesma aventura, o ciclista cacoalense fez uma parada para lá de especial e estratégica em Cachoeira Alta, em Goiás. Após 27 anos sem ver o pai, Sérgio o reencontrou e puderam compartilhar muitas histórias. Muita emoção!

De volta à sua casa, o goiano de nascimento e rondoniense de coração acredita que tirou uma lição dessa viagem. “Buscar novos destinos, porém de menor distância para sobrar mais tempo de férias. Essa foi uma programação muito extensa para 30 dias de férias”.

E que venham novos roteiros para esse cacoalense aventureiro!

 

(Por Giliane Perin)

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp