Câmara de Cacoal homenageia policiais mortos na explosão do quartel em 1982; Romeu Moreira é autor da Moção de Aplausos  

 

Quarenta anos após uma das mais impactantes tragédias registradas na história de Cacoal, o vereador Romeu Moreira propôs e a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, uma merecida homenagem aos 11 homens que morreram na explosão do quartel da Polícia Militar, em 03 de fevereiro de 1982.

 

A Sessão Solene de Moção de Aplausos em homenagem às vítimas está marcada para o dia 03 de fevereiro de 2022, na Câmara Municipal de Cacoal, com início às 19h.

 

“São 40 anos de uma tragédia que ainda hoje é lembrada por muitos cacoalenses que vivenciar esse momento da história de Cacoal que jamais poderá ser esquecido. Todos os anos, os policiais do 4°Batalhão prestam as suas homenagens aos colegas de farda que perderam suas vidas,no desempenho de suas funções e neste ano, quando se completam quatro décadas deste fato, a Câmara Municipal de Cacoal faz questão de prestar também a sua homenagem”, destacou o vereador Romeu Moreira, autor da propositura para realização da Sessão Solene para a entrega de Moção de Aplausos.

 

À época da tragédia, a Polícia Militar estocava dinamites que a Prefeitura Municipal utilizava para explodir pedras para proceder com o calçamento das ruas. Nunca se soube ao certo em quais circunstâncias essas dinamites explodiram, destruindo toda a estrutura física do quartel e ceifando a vida de 10 policiais militares e um civil que sequer tiveram a chance de tentar se salvar.

 

Estavam de serviço no dia da tragédia, que ocorreu por volta das 05h45, os policiais 2º tenente PM Rui Luiz Teixeira, soldados Cerival Marcondes da Silva, Antonio Andrade Silva, José Carlos M. Bueno, Orlando Pereira Filho, Lucas Carlos de Oliveira Rocha, Noel Gonçalves de Souza, Antonio Braz de Sousa, Manoel Pessoa e Moacir Ferreira Mendes Filho. Todos perderam suas vidas na explosão que também vitimou Zedequias Ferreira Domiciano, um cidadão cacoalense que desempenhava seu trabalho de vigia em uma serraria próxima ao quartel e foi atingido pelos destroços.

 

 

“Pedimos que compartilhem o nosso convite e estejam conosco nesse dia Como já se passaram muitos anos, queremos que nossa mensagem se espalhe e que o maior número de familiares, amigos e conhecidos das vítimas possam estar conosco participando desta homenagem, merecida e totalmente justa”, ressalta Romeu Moreira.

 

Para o comandante do 4° Batalhão da Polícia Militar, Major PM João Carlos Rodrigues MATOS, a iniciativa do vereador Romeu Moreira é bastante válida e ajuda a imortalizar a história dos militares cacoalenses. “Já há algum tempo o comando do 4° Batalhão vem mantendo contato com o vereador Romeu, na tratativa para verificar a melhor forma de homenagear estes policiais militares, que fazem parte da história de Cacoal. Nada mais justo do que agora, ao conpletar 40 anos deste trágico evento, receber a devida homenagem. Eles merecem ser lembrados, pois nossos heróis não podem ser esquecidos”, completou o comandante que anunciou que neste dia, o 4° Batalhão também realizará um culto ecumênico em memória das vítimas da tragédia.

(Assessoria)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp