Rondônia, 22 de julho de 2024 – 19:08
Search
Anuncie aqui
Search
22 de julho de 2024 – 19:08

Enchentes atingem Santa Catarina e mais de 800 pessoas precisam sair de casa

Anuncie aqui

Segundo relatório da Defesa Civil deste domingo (19), 614 moradores estão desabrigados e 274 ficaram desalojados devido às inundações no Estado; 20 municípios catarinenses entraram em situação de alertaPor Jovem Pan

SDC/DivulgaçãoEm virtude dos elevados volumes já registrados de chuva, o risco segue alto para ocorrências relacionadas a deslizamentos e inundações

Depois do Rio Grande do Sul, as chuvas atingem o Estado de Santa Catarina. Neste final de semana, 20 municípios catarinenses entraram em estado de alerta devido às inundações, segundo a Secretaria da Proteção e Defesa Civil (SDC) do Estado. Mais de 800 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas.

Em Rio do Sul, a cidade mais atingida, a prefeitura decretou situação de emergência depois que o nível do Rio Itajaí-Açu chegou aos 9,06 metros. Em 48 horas, choveu 217 milímetros, mais da metade da chuva prevista para o mês. O município, no Vale do Itajaí, abriu cinco abrigos para atender os desalojados.

Até o início da tarde havia 467 desabrigados. A prefeitura pediu a atenção dos moradores devido ao alto risco de deslizamentos e em caso de sinais, como rachaduras no solo e trincas em paredes, a saída imediata do imóvel.

Outras regiões do Estado, como o Meio-Oeste, Planalto Sul, Litoral Sul e Grande Florianópolis também tiveram chuvas intensas. O governador Jorgino Mello (PL) determinou a ativação do Centro Integrado de Operações da Defesa Civil estadual para monitorar o nível dos rios.

Segundo a Defesa Social do Estado de Santa Catarina, a condição neste domingo (19) está mais favorável devido à chuva mais fraca, porém muitos rios ainda estão com nível em elevação. Em Rio do Sul, ocorreram transbordamentos de rios e ribeirões nos bairros Barra do Trombudo, Taboão, Valada São Paulo, Ribeirão do Tigre e Ribeirão Matador.

Pessoas que estavam ilhadas foram resgatadas pelos bombeiros. A queda de um muro no bairro Barragem atingiu uma residência, sem feridos. O loteamento Luiz Bianchet estava com 1,5 metro de água nas ruas. Havia alagamentos também no bairro Canoas.

Monitoramento da Defesa Civil

Segundo o monitoramento hidrometeorológico da Defesa Civil de Santa Catarina, a chuva começou a perder força e a se concentrar entre a grande Florianópolis e o norte do Estado durante a madrugada deste domingo (19). No restante do Estado, a chegada do ar frio e seco está estabilizando o tempo. Em virtude dos elevados volumes já registrados de chuva, o risco segue alto para ocorrências relacionadas a deslizamentos e inundações.

Os rios nas bacias hidrográficas dos rios Itajaí e Tijucas seguiram em elevação ao longo do início de madrugada nos principais pontos de monitorados, porém apresentam elevação mais lenta se comparado a tarde e noite do sábado (18). O ponto monitorado onde o nível do rio apresenta maior elevação é no município de Blumenau, em torno de 29 cm por hora.

Na tarde de domingo (19), as chuvas registradas foram de 3.8 mm em Bom Jardim da Serra e 3.6 mm em Urupema e Praia Grande. Os ventos sopram de direções variadas pelo Estado, com intensidade fraca. Não são esperadas mudanças significativas nas condições do tempo para as próximas horas e não há risco para ocorrências meteorológicas, segundo o relatório.

Hotel evacuado e rodovias bloqueadas

Em Florianópolis, no sábado (18), as pessoas que estavam em um hotel na Praia de Canasvieiras precisaram ser evacuadas pelos bombeiros depois que uma obra foi alagada e houve a queda de um muro entre as edificações, com vazamento de gás. Neste domingo (19), na cidade de Canelinha, cinco ruas foram interditadas após cinco casas terem sido danificadas pelos alagamentos. A região Central de São João Batista foi atingida pelo transbordamento do Rio Tijucas e 15 pessoas foram levadas para um abrigo preventivo.

Três rodovias catarinenses estão bloqueadas em consequência das chuvas. No km 116 da BR-470, em Ibirama, uma queda de barreira obstrui totalmente a pista. Na SC-350, a pista foi totalmente interditada pela enchente no km 359, no acesso do município de Ituporanga. Já no km 297 da SC-114, entre Lages e São Joaquim, uma grande rachadura no asfalto obrigou à interdição da pista.

*Jovem Pan com informações do Estadão Conteúdo

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp