Rondônia, 24 de julho de 2024 – 02:38
Search
Anuncie aqui
Search
24 de julho de 2024 – 02:38

Imóveis na Área Metropolitana vs Áreas Rurais, qual a diferença na valorização?

Anuncie aqui

Investir em imóveis é uma decisão importante e pode trazer muitos benefícios financeiros. No entanto, escolher entre imóveis na área metropolitana e áreas rurais pode ser desafiador.

Ambos têm suas vantagens e desvantagens, especialmente em termos de valorização.

Na matéria de hoje, vamos mostrar a você as diferenças de valorização entre imóveis nessas duas áreas, usando dados reais para ajudar você a entender melhor as opções. Acompanhe!

 

O que são áreas metropolitanas?

Áreas metropolitanas são grandes centros urbanos que incluem a cidade principal e seus subúrbios. São conhecidas por terem uma alta densidade populacional, muitas oportunidades de emprego, excelente infraestrutura e uma ampla variedade de serviços e comodidades.

 

Valorização em São Paulo

São Paulo é um excelente exemplo de área metropolitana.

De acordo com o índice FipeZap, os apartamentos em São Paulo (especificamente imóveis residenciais) tiveram uma variação de 4,93% nos últimos 12 meses. Isso significa que os preços dos imóveis na cidade aumentaram quase 5% em um ano.

Este aumento é significativo, especialmente considerando o contexto econômico desafiador dos últimos anos.

 

Vantagens dos imóveis metropolitanos

● Alta demanda: as pessoas continuam a se mudar para grandes cidades em busca de melhores oportunidades de emprego e qualidade de vida. Isso mantém a demanda por imóveis alta e constante;

● Infraestrutura desenvolvida: áreas metropolitanas geralmente têm transporte público eficiente, hospitais, escolas, shoppings, e outras facilidades que tornam a vida mais conveniente;

● Valorização consistente: como mostrado pelos dados do FipeZap, imóveis em áreas metropolitanas como São Paulo tendem a valorizar de maneira estável ao longo do tempo.

 

Desvantagens dos imóveis metropolitanos

● Custo elevado: o preço de compra inicial dos imóveis em áreas metropolitanas é geralmente alto. Isso pode ser um obstáculo para alguns investidores;

● Concorrência: a alta demanda significa que há muita concorrência no mercado imobiliário, o que pode dificultar a negociação de preços.

 

O que são áreas rurais?

Áreas rurais são regiões com baixa densidade populacional, onde a terra é frequentemente usada para agricultura, pecuária, ou apenas para desfrutar de um ambiente mais tranquilo e natural.

 

Valorização das terras rurais

Segundo um levantamento da consultoria IHS Markit, em abril deste ano, as cotações médias de terra no Brasil atingiram o maior patamar em 20 anos, com uma alta de 18% em apenas 12 meses.

Além disso, entre 2010 e 2020, a valorização das terras em áreas rurais foi, em média, superior a 10% ao ano.

 

Vantagens dos imóveis rurais

● Preços mais acessíveis: o custo inicial de compra de terras em áreas rurais é geralmente menor do que em áreas metropolitanas;

● Potencial de grande valorização: como indicado pelos dados da IHS Markit, terras rurais podem valorizar significativamente, especialmente em regiões agrícolas produtivas;

● Ambiente tranquilo: para aqueles que procuram uma vida mais tranquila e em contato com a natureza, as áreas rurais são ideais.

 

Desvantagens dos imóveis rurais

● Demanda variável: a demanda por imóveis rurais pode ser menos previsível, dependendo de fatores econômicos e ambientais;

● Infraestrutura limitada: áreas rurais podem carecer de infraestrutura desenvolvida, como transporte público, hospitais e escolas, o que pode ser um inconveniente para alguns;

● Menor liquidez: vender um imóvel rural pode demorar mais tempo em comparação com um imóvel na área metropolitana.

Comparação entre áreas metropolitanas e áreas rurais

Abaixo mostramos uma comparação direta entre áreas metropolitanas e áreas rurais.

Confira:

Retorno do investimento

Imóveis em áreas metropolitanas tendem a oferecer um retorno do investimento mais rápido devido à alta demanda e facilidade de venda ou aluguel.

Em contraste, imóveis rurais podem oferecer retornos maiores a longo prazo, especialmente se a terra for usada para agricultura produtiva.

 

Risco e estabilidade

Imóveis metropolitanos são geralmente mais estáveis e menos arriscados devido à demanda constante. No entanto, são mais caros e têm maior concorrência.

Imóveis rurais podem ser mais voláteis e dependem mais de fatores econômicos e ambientais, mas oferecem uma entrada de capital menor e menor concorrência.

 

Potencial de valorização

A valorização dos imóveis metropolitanos é geralmente mais previsível e constante, enquanto a valorização dos imóveis rurais pode ser influenciada por uma gama mais ampla de fatores, incluindo políticas agrícolas, clima e desenvolvimento de infraestrutura.

E você? Qual sua opinião sobre a valorização destes dois tipos de imóveis? Deixe seu comentário!

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp