Cacoal/RO, 13 de junho de 2024 – 04:05
Search
Search
13 de junho de 2024 – 04:05

Investigação da Polícia Civil descobre que bebê de dois meses foi assassinado em Rolim de Moura

Uma trágica notícia é revelada na manhã do dia das mães em Rolim de Moura, um bebê de apenas dois meses perdeu a vida em circunstâncias terríveis na manhã de ontem, sábado, 11. Inicialmente, a equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para socorrer o bebê, que supostamente havia se engasgado com leite. No entanto, ao chegarem ao local, constataram que o pequeno já estava sem vida há algum tempo.

Os pais residem na região das Casas Populares, localizada no Bairro Cidade Alta, em Rolim de Moura, RO.

Os pais, Samuel Henrique Silva de 20 anos e a mãe, uma menor de idade de apenas 17 anos identificada pelas iniciais S. G.M., alegaram que a mãe havia amamentado o filho por volta das 6 horas da manhã. Por volta das 8 horas, ao verificar o berço, encontraram o bebê sem vida.

Um exame tanatoscópico realizado no corpo do bebê revelou que a criança já estava morta há mais tempo, provavelmente tendo falecido durante a madrugada. Além disso, o corpo do bebê apresentava marcas de agressão.

A equipe de investigação da Polícia Civil, juntamente com o Delegado Daniel, compareceu ao velório e conduziu os pais para serem ouvidos. Durante o interrogatório, os pais apresentaram versões diferentes em alguns pontos. Quando confrontados, acabaram confessando a verdade.

O casal admitiu que, sempre que o bebê chorava, tinham o costume de apertar o bebê contra o colchão para que parasse de chorar. Eles apertavam o pescoço ou a cabeça do bebê contra o colchão, enfiavam o dedo em sua boca até a garganta e chacoalhavam a criança com força. Durante a madrugada, o bebê chorava muito e, após a mãe dar leite na mamadeira, o bebê continuou chorando. A mãe então colocou o bebê de bruços e apertou a cabeça da criança contra o berço. O pai também apertou o rosto do bebê contra o colchão até que o bebê parou de chorar. Eles acreditavam que o bebê havia dormido a madrugada toda, mas por volta das 8 horas perceberam que o bebê havia morrido.

Após serem ouvidos, o casal foi preso em flagrante. O pai foi encaminhado para a Casa de Detenção e a mãe, por ser menor de idade, foi entregue ao CARCARM, ficando ambos à disposição da justiça

Fonte: Planeta Folha

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp