Rondônia, 24 de julho de 2024 – 01:18
Search
Anuncie aqui
Search
24 de julho de 2024 – 01:18

Marcos Rocha destaca impactos causados pela crise hídrica em debate na Agência Nacional de Águas 

Anuncie aqui

Em meio à crise hídrica que teve início no ano passado e atinge várias regiões do Brasil, especialmente a região Amazônica e o estado de Rondônia, o governador Marcos Rocha, reforça a união de esforços visando minimizar os impactos causados pelo problema que ainda afeta a região. Dessa forma, foi mantida uma reunião na Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), onde se discutiu o cenário preocupante, bem como recursos para garantir o acesso à água potável aos moradores das áreas mais afetadas.

O governador do Estado, Marcos Rocha, se reuniu com a diretora-presidente interina da Agência, Ana Carolina Argolo e os demais diretores, e enfatizou a necessidade de medidas preventivas para que municípios afetados não sofram com o desabastecimento de água, a exemplo de Espigão do Oeste.

“Desde o início da crise hídrica que castigou a região, o Governo de Rondônia tem se mobilizado para ações que pudessem minimizar esse impacto. Desta forma, foi criado o Comitê de Crise Hídrica, composto por representantes de diversos órgãos do Governo do Estado, Defesa Civil, planejamento, economia, agropecuária, meio ambiente; vigilância em saúde, comunicação a distribuição de água, ou seja, reunimos todos os esforços para ações conjuntas, disse Marcos Rocha, reforçando ser essencial que “trabalhemos em conjunto, unindo esforços do Governo Estadual, Municipal e Federal, para trazer melhorias significativas e preservar a qualidade de vida dos moradores de Rondônia”.

Além da reunião, Marcos Rocha teve a oportunidade de conhecer a sala de situação da ANA, onde são realizados monitoramentos em tempo real do nível dos rios, chuvas e barragens em todo o Brasil. O governador pôde compreender melhor como está o cenário atual e as previsões feitas para Rondônia e o restante do país.

(Texto e fotos: Assessoria)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp