Cacoal/RO, 22 de maio de 2024 – 20:53
Search
Search
22 de maio de 2024 – 20:53

O DIA 14 DE  MAIO NA HISTÓRIA – ODES A PORTO VELHO (II)

14.5.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1942 – Católicos de Porto Velho e Guajará-Mirim alugam um barco para irem ao Congresso Diocesano, em Manaus.
1950 – Os radio-técnicos Hilarino Moreira Cunha e Artur Marques, e outros, fundam a Rádio Caiary Limitada, com capital inicial de CR$ 300 mil.
1954 – O Jornal Alto Madeira inova: a edição de domingo sairá com 16 páginas, sendo quatro no Suplemento Feminino.
1976 – A Miss Rondônia/1976 além de outros prêmios vai receber 10 mil cruzeiros, conforme o coordenador do concurso, jornalista Vinícius Danin.
1982 – Moradores da capital e outros municípios denunciam: a falta de material para tirar o título eleitoral pode prejudicar o primeiro pleito estadual.
1983 – O TSE deu ponto final à pretensão do ex-candidato a deputado federal João Lucena, pedia recontagem de votos na comarca de Ji-Paraná, na eleição do ano passado.
1985 – Criada a Faculdades Integradas de Cacoal (mais tarde União das Escolas Superiores de Cacoal – Unesc), a 1ª particular em Rondônia.

HOJE É
Dia do Segurador e Dia Continental do Seguro.
Católicos celebram Santa Corona, São Matias Apóstolo, São Miguel Garicots,

BRASIL
1952 – O “Esquadrão de Demonstração Aérea” (Esquadrilha da Fumaça), realiza sua primeira exibição oficial. 2003 – Uma das lendas do esporte, o jogador de basquete Oscar Shmidt, se aposenta. 2005 – Estoura a crise política brasileira conhecida como escândalo do mensalão.

MUNDO
1796 – Edward Jenner (+ 1823) faz o 1º teste da vacina contra a varíola. 1948 – Criação do Estado de Israel. 1998 – Morre Frank Sinatra (n. 1915), um dos artistas mais influentes do século XX.

 

FOTO DO DIA

ODES A PORTO VELHO (II)

Sempre que vou a outro Estado levo músicas regionais, e duas chamam atenção, o hino da “Banda do Vai Quem Quer” e “Porto Velho Meu Dengo”, essa a que atrai mais e, cá entre nós, é autêntico hino não oficial de Porto Velho.
O autor de “Meu Dengo”, e muitas outras, é o músico portovelhense Ernesto Melo, cujas composições são um mergulho na história, geografia e personagens da cidade, fruto de muita pesquisa, ou inspiração.
No entanto, a mais famosa e pedida nas rodas de samba, “Porto Velho Meu Dengo”, a letra diz muito de um compositor que conhece, e ama a cidade, surgiu no saguão de um hospital, esperando ser atendido.
Para compor ele ressalta a importância de “beber na boa fonte”, em historiadores como Abnael Machado, em sambistas como Bainha, Sílvio – Zé Catraca – Santos e outros.
A música do Mestre Ernesto Melo “viaja” na cidade: “Mercado Central”, “Meu Caiari, Minha Vida”, “Amanhecer no Mocambo” etc.
Conhecido como “Poeta da Cidade”, Ernesto Melo é membro da Academia Rondoniense de Letras.
F. Ernesto Melo/acervo https://www.emrondonia.com/

PORTO VELHO, MEU DENGO
Letra do poeta e escritor Ernesto Melo em homenagem à Porto Velho
Porto Velho, meu dengo,
Desde que eu me entendo
Tu és o meu caso de amor
O teu céu, o teu sol, o teu ar, teu perfume, Tuas meninas em flor
O teu verde é o mais verde dos verdes
Teu luar é o mais belo luar
Quando se faz serenata
Tua lua de prata
É um convite pra amar
Teu rio, o belo Madeira
Me traz alimento na palma da mão
Tuas matas guardando tuas caças
Que alimentou a minha geração
Teu solo, teu rico minério
A tua fartura,
Teus frutos, teus grãos
Por isso meu peito te encerra
Eu amo esta terra com toda paixão
Se eu for cantar Porto Velho
Te juro, meu velho,
Não paro hoje não.
Ernesto Melo, poeta e compositor Portovelhense

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp