Cacoal/RO, 18 de abril de 2024 – 13:22
Search
Search
18 de abril de 2024 – 13:22

O DIA 15 DE MARÇO NA HISTÓRIA – A GUERRA QUE NÃO HOUVE (II)

15.3.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1900 – Tropas enviadas pelo governo brasileiro dissolvem a República do Acre, criada por Luiz Gálvez Rodrigues de Arias em 1899.
1925 – Índios bolivianos atacam colocações de seringueiros no lado brasileiro do Rio Mamoré, acusados de mortes, incêndios, roubos e destruição de taperas, conforme relato de viajantes.
1983 – Funcionando desde 1929, o Hospital “São José” passa todo seu atendimento a ser feito pelo Hospital de Base “Ary Pinheiro”, com mais de 400 leitos
1987 – Toma posse o primeiro governador eleito do Estado, o ex-deputado federal Jerônimo Santana.
1989 – Fracassa a greve promovida pela CUT em todo o Estado.
1991 – O médico Osvaldo Piana toma posse como governador do Estado, o 1º nascido em Rondônia desde a criação do Território, em 1943.

HOJE É
Dia Nacional da Escola. Dia Mundial dos Direitos do Consumidor.
Católicos celebram Santa Luzia de Marilac, São Clemente Hofbauer, São Longuinho, São Zacarias, papa.

BRASIL
1985 – Encerra o ciclo de governo militar no Brasil. 1967 — A “República dos Estados Unidos do Brasil” passa a ser denominada “República Federativa do Brasil”. 2001 – Explode a Plataforma P-36 da Petrobras – 11 mortos e 9 desaparecidos.

MUNDO
15 a.C – O imperador Júlio Cesar é morto por rebeldes, comandados por seu filho adotivo Brutrus. 1.545 -Começa o Concílio de Trento, que definiu o pecado original e a indissolubilidade do matrimônio.

 

FOTO DO DIA

A GUERRA QUE NÃO HOUVE (II)

Composto por vários caminhões com tropas, veículos de apoio, ambulâncias etc, sob comando do coronel PM Ferro, o grupamento enviado pelo governador Jerônimo Santana para retomar aos acreanos os distritos de Extrema e Califórnia, ao chegar àquelas localidades, teve uma surpresa.
Por qualquer motivo o governo do Acre determinou a retirada de seu pessoal, o que evitou a possibilidade de um choque.
Na época a professora e jurista Aliethe Morhy, a primeira mulher a assumir no cargo de Procuradora Geral do Estado, foi a autora do recurso extraordinário ingressado junto ao STF, base da decisão final daquele colegiado mantendo a posse a favor de Rondônia.
Oficialmente o motivo da invasão seria o abandono a que estavam atiradas as duas comunidades, e suas populações, o que levou o governo do Acre a apoiá-las, mas pode ter acontecido o apelo econômico-político.
Forte produtor agrícola, a região já era, àquela altura, importante contribuinte do fisco acreano, mas há um aspecto político: a maioria dos moradores dali, eleitores do Acre, aguçava o interesse de políticos daquele Estado para a eleição que se aproximava.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp