Cacoal/RO, 24 de maio de 2024 – 02:21
Search
Search
24 de maio de 2024 – 02:21

O DIA 17 DE MARÇO NA HISTÓRIA – JK MATA A COBRA E MOSTRA O PAU (II)

17.3.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1914 – Pelo decreto 1.063 do Estado do Amazonas, ficam definidos os limites do Termo Judiciário de Porto Velho.
1921 – Chega a Porto Velho o tenente Tristão Cavalcante Neto, da Força Pública/AM, novo comandante do contingente militar.
1951 – Com apoio dos seringalistas, que fizeram uma grande doação, Guajará-Mirim terá um prédio moderno para sediar a Associação Comercial.
1976 – O DNER proíbe veículos acima de 4 toneladas de trafegar na rodovia BR-319, para poder preservar o asfalto.
17 – 1987 – Funcionários estaduais anunciaram greve geral dois dias depois da posse do governador Jerônimo Santana, o primeiro eleito de Rondônia.
1990 – As Polícias Militar e Civil farão uma grande operação de combate ao crime na linha C-75 (garimpo Bom Futuro), em Ariquemes, em mais uma semana.
OBS: Ouvi, em locais fora daqui, esses anúncios, de que a polícia iria fazer operações desse nível. Só pegaram “bagrinhos”.

HOJE É
Dia Mundial do Sono. Dia Internacional da Marinha. Dia Internacional do Marítimo.
Católicos celebram São Patrício, São João Sarkander, Santa Gertrudes de Nivellis.

BRASIL
1885 – Fundada a cidade de Aracaju, capital de Sergipe. 1945 — Nasce Elis Regina (+ 1982), a “Pimentinha”, maior sucesso “O bêbado e a equilibrista. 2014 – A Polícia Federal deflagra operação na Petrobras, conhecida como “Petrolão”.

MUNDO
1999 — O Comitê Olímpico Internacional, exclui seis de seus membros, acusados de corrupção. 624 — Liderados por Maomé, os muçulmanos de Medina derrotam os coraixitas de Meca. 2023 — O Tribunal Penal Internacional emite um mandado de prisão da o presidente russo, Vladimir Putin.

FOTO DO DIA

JK MATA A COBRA E MOSTRA O PAU (II)

O escritor Claúdio Bojunga, amigo e biógrafo de Juscelino Kubistchek, definiu seu personagem no livro “JK – o artista do impossível”. Independente do lado que o leitor se encontre, é difícil não concordar com essa afirmação. A proposta era fazer 50 anos em 5. E fez.
Uma estrada que ligasse a Amazônia Ocidental ao resto do país, com certeza não estava no roteiro, mas, incluído – não à fórceps, mas dentro do enfrentamento da realidade, fez o impossível. Um assessor lhe teria dito que só a topografia demoraria 3 anos, mas ele deu por aberta a BR 10 meses, que era a sobra do mandato.
O jornalista Zé Carlos Sá (FOTO) – meu parceiro em várias reportagens, escreveu (*) “O que mais me impressiona nesse episódio da história de Rondônia é a rapidez com que a estrada saiu do papel, pois em 4 de julho de 1960, JK desembarcava em Vilhena para derrubar, simbolicamente, a última árvore”.
A BR-29 foi entregue ao tráfego pelo presidente JK, em 13/jan/61, em cerimônia simples realizada em Cuiabá. O asfaltamento foi na década de 1980 e inaugurado em 1984.
(*) //www.banzeiros.com.br/2019/02/05/uma-obra-veloz/

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp