Rondônia, 19 de julho de 2024 – 14:50
Search
Anuncie aqui
Search
19 de julho de 2024 – 14:50

O DIA 4 DE JULHO NA HISTÓRIA – Em 1878, a locomotiva “Coronel Church”, em Porto Velho, é a 1ª a apitar na Amazônia

Anuncie aqui

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

4.07.24 – BOM DIA!

RONDÔNIA
1878 – A construtora P. & T. Collins faz circular a locomotiva “Coronel Church”, a 1ª a apitar na Amazônia, num trecho inicial da Madeira-Mamoré.
1909 – Circula o The Porto Velho Times, primeiro jornal impresso em Porto Velho, todo em língua inglesa.
1943 – Racionamento da venda de “carne verde” – carne de gado, em Porto Velho devido a problemas de transporte dos animais desde a Bolívia.
1953 – O governador do Território Jesus Bularmaqui Hosana instala a fazenda “Pau d’Óleo”, no Rio Guaporé, para criação de búfalos.
1960 – O presidente JK desembarca em Vilhena para derrubar a última árvore entre as duas turmas de construção da BR-29, mais tarde BR-364.
1985 – Rondônia terá mais 4 municípios (Nova Brasilândia, Santa Luzia, Alvorada do Oeste e Alta Floresta), conforme acerto entre o delegado do IBGE Glaber Magalhães e o governador Angelo Angelin.
1988 – Em nome da OAB/RO, os advogados Heitor Magalhães, Juvenal Sena e Juscelino Amaral, cobram explicações da Secretaria de Segurança sobre a morte de um suspeito do assassinato do advogado Agenor Carvalho.

HOJE É
Dia do Operador de Marketing. Dia de Fritar Ovos na Calçada.
Católicos celebram Santa Isabel de Portugal, Santo Ulrico, beato Pier Giorgio,

BRASIL
1959 – Maria Esther Bueno é a 1ª pessoa brasileira a vencer Grand Slam de tênis, em Wimbledon. Santos Dumont voa em Paris a bordo do seu primeiro balão o Brésil.

MUNDO
1934 – Morre Marie Curie (n. 1867), cientista, única pessoa a ganhar 2 prêmios Nobel (Física, 1903 e Química, 1911). Em 1837 — Inaugurada, na Inglaterra, a ferrovia Birmingham/ Liverpool, a 1ª de longa distância do mundo.

 

FAZENDO FALTA (III)

Menino, vendia no Mercado Público, sacos, feitos de sacos de cimento, para ajudar no “de comer”. Foi na oficina do Alto Madeira que o editor João Tavares o apelidou “Catraca”, porque falava muito.
Foi operador de som da rádio Caiari. Em “A Tribuna”, por sugestão do diretor Rochilmer Rocha inaugurou a coluna “Atraca”, daí veio o personagem “Zé Catraca”, sugestão do editor do Diário da Amazônia Valdir Costa.
Ativista cultural, jornalista, escritor, músico, amo de boi, fundador do “Flor do Maracujá” e da “Banda do Vai Quem Quer”, membro da Academia Rondoniense de Letras, a lista é grande.
Sua assinatura está em 2 marcos da música rondoniense, o “grito de guerra” da “Banda do Vai Quem Quer” e o clássico enredo da “Escola de Samba Pobres do Caiari”, o “Ceará de Iracema” (*).
No dia 30 de outubro de 2021, Sílvio de Macedo – Zé Catraca – Santos, fiel de Nossa Senhora de Fátima nos deixou, tristes a cultura, a história e a amizade.
(*) https://www.gentedeopiniao.com.br/colunista/silvio-santos/de-como-surgiu-o-enredo-e-o-samba-ceara-de-iracema

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp