Cacoal/RO, 17 de junho de 2024 – 04:06
Search
Search
17 de junho de 2024 – 04:06

PF conclui que Adélio agiu sozinho em atentado contra Bolsonaro

Em novo relatório sobre caso, aberto à pedido Ministério Público Federal, investigadores focaram nas relações de um dos advogados de Adélio

 

Adélio Bispo de Oliveira é escoltado por policiais federais em aeroporto de Juiz de Fora 08/09/2018 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

 

A Polícia Federal (PF) concluiu que o atentado contra o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PL), durante a campanha eleitoral de 2018, foi realizado por uma única pessoa. Após a prisão de Adélio Bispo dos Santos, responsável pela facada no ex-presidente, a corporação retomou as investigações para tentar identificar outros envolvidos no crime, mas não encontrou evidências de participação de mais nenhuma outra pessoa.

As informações, que constam no relatório da corporação, foram divulgadas na manhã desta terça-feira, 11, no site da PF: “Após retomada de investigações para identificar possíveis envolvidos no atentado contra o então candidato à Presidência da República Jair Messias Bolsonaro em 2018, a Polícia Federal concluiu que houve apenas um responsável pelo ataque, já condenado e preso.”

As investigações focaram nas relações de um dos advogados de defesa de Adélio. Segundo a PF, foram identificados outros possíveis delitos do defensor, mas nada relacionado ao atentado contra Bolsonaro.

“Por conseguinte, o relatório final foi apresentado, atendendo a novas solicitações do Ministério Público Federal, e agora aguarda a manifestação do Juízo. A Polícia Federal manifestou-se pelo arquivamento do Inquérito Policial”, completa o comunicado.

Fonte: Redação Terra

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp