Rondônia, 14 de julho de 2024 – 18:08
Search
Anuncie aqui
Search
14 de julho de 2024 – 18:08

Reforma Tributária: Facer cobra apoio da Bancada Federal de Rondônia para defender interesses do setor empresarial

Anuncie aqui
Presidente da FACER – Marco Cesar Kobayashi

Preocupada com o futuro do comércio local no estado, a Federação das Associações Comerciais Empresariais de Rondônia (Facer), entidade representativa que reúne 31 Associações Comerciais, Empresariais e Industriais, tem buscado incansavelmente o apoio dos parlamentares federais rondonienses.

Na última semana, a Facer protocolou um ofício junto aos deputados federais da Bancada de Rondônia ressaltando a preocupação das mais de 7 mil empresas as quais representa. Entre os pontos elencados, está a apreensão quanto aos impactos da Reforma Tributária e a necessidade de preservar os benefícios garantidos à área de livre comércio do estado de Rondônia.

“É essencial manter os incentivos fiscais e a competitividade local para garantir o desenvolvimento econômico da região. Solicitamos apoio para a aprovação das emendas propostas, assegurando um futuro próspero para nosso comércio”, clamou o presidente da Facer, Marco Cesar Kobayashi.

Na última semana, o grupo de trabalho (GT) responsável por analisar o Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 68/2024, que regulamenta a Reforma Tributária, apresentou o relatório sobre o texto. A previsão é de que a urgência da proposta seja aprovada já nos próximos dias, sem passar pelas comissões, o que preocupa os empresários rondonienses, devido às diversas especificidades dos estados da Região Norte.

Contudo, as bancadas poderão apresentar sugestões de mudanças aos relatores ou no plenário da Câmara Federal, por meio de emendas ao texto, que são votadas separadamente. Por isso, a Facer tem buscado o apoio da Bancada Federal de Rondônia, para defender o setor empresarial do estado.

Ao que tudo indica, a votação deve ser concluída antes do recesso parlamentar, que se inicia em 17 de julho.

(Assessoria de Imprensa/FACER)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp