Cacoal/RO, 1 de março de 2024 – 20:28
Search
Search
1 de março de 2024 – 20:28

Saiba quem foi Dercy Gomes Rodrigues; pioneira cacoalense que dá nome à nova creche do Greenville

Inaugurou na noite da segunda-feira, 05, no Bairro Greenville, em Cacoal, o Centro Educacional Infantil Dercy Gomes Rodrigues. A indicação para homenagem foi proposta ainda em 2021, pelo atual Presidente da Câmara, Vereador Valdomiro Corá (MDB).

 

Quem foi Dercy Gomes Rodrigues?

Dercy Gomes Rodrigues, nasceu em 04 setembro de 1947, na Fazenda Córrego Panquinhas, município de Pancas- ES, Filha de Agricultor e Dentista pratico, Dorzório Gomes da Silva e de Maximina Maringues da Silva, tendo mais três irmãs: Dejanira, Zenir, Senir, sendo a segunda filha. Valdomiro Corá, justificou a sua indicação por se tratar de uma pioneira e educadora.

 Desde os 7 anos de idade, iniciou seus estudos na escola da fazenda que foi fundada e liderada pelo seu pai em 1952, denominada: “Escola Singular Córrego Panquinas”. Ingressou no “Ginásio Instituto Rural”, no regime de internato na cidade de Alto Rio Novo- Es, onde fez os estudos secundários. Iniciou seus trabalhos docentes nesta mesma escola, como professora das series iniciais em 1965, foi professora auxiliar de francês da professora titular Donolina Carvalho, no mesmo instituto de ensino.

Em 1967 casou-se com Generoso Ferreira Rodrigues, com quem teve três filhos: Glaucione, Claudia e Gilson, foram casados por 23 anos, procurando sempre manter a família unida.  Em outubro de 1974, migrou-se para Cacoal – Rondônia, em companhia de seus pais ainda muito jovem, onde dedicou-se exclusivamente a família, sobretudo a educação dos filhos, para que os mesmos fossem completamente alfabetizados antes de irem para escola. Como mãe, ela sempre cuidou dos filhos de uma maneira exemplar, sendo uma mulher forte amorosa e determinada. Ensinava sempre aos filhos, “não importa onde trabalhamos, todo trabalho é digno, o importante é fazer da melhor forma possível”.

Dedicou-se também aos trabalhos sociais, no acolhimento e assistência as gestantes e parturientes, moradoras da zona rural, pois não havia uma casa de acolhimento para receber as mulheres, onde recebia em sua própria casa.

Trabalhou para ajudar a prover o sustento dos filhos, como costureira e também na confecção de enxovais, onde costurava e bordava com muita maestria, era dotada de um bom gosto invejável. A costura, pintura e o bordado era umas das suas maiores habilidades, pois a mesma tinha formação especifica nestas atividades.

Em 1989, prestou concurso na área da educação em Rondônia, obtendo a aprovação, não chegando a assumir, devido acontecimento de um câncer, que levou sua morte precoce aos 43 anos de idade. Faleceu em 22 de janeiro de 1991.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp