Rondônia, 22 de julho de 2024 – 07:38
Search
Anuncie aqui
Search
22 de julho de 2024 – 07:38

SOLIDARIEDADE Ações do Banco de Leite de Rondônia são ressaltadas no Dia Nacional da Doação de Leite Humano

Anuncie aqui

Rondônia possui ação estratégica para promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno

 

A amamentação é uma das fases mais importantes na vida de um recém-nascido e, para melhor reforçar acerca da relevância desse ato, em 19 de maio comemora-se o Dia Nacional da Doação de Leite Humano. Neste data, o governo de Rondônia parabeniza todas as mães que se dispõem a serem doadoras, e destaca a missão desempenhada pelas equipes do Banco de Leite Humano Santa Ágata, localizado no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HBAP), em Porto Velho.

Considerada uma ação estratégica de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, a rede coletora tem sido fundamental para os primeiros dias de vida de uma criança. Com a doação, é possível garantir a recuperação de bebês prematuros ou de baixo peso, que não podem ser alimentados pelas próprias mães, possibilitando o desenvolvimento saudável dos pequenos.

ATENDIMENTO À DEMANDA

Doações são destinadas a bebês que não podem ser alimentados pelas próprias mães

É assim que funciona o Banco de Leite de Rondônia, que trabalha para atender a todos, seja da rede pública de saúde ou do setor privado, tendo como principal desafio salvar a vida dos recém-nascidos. Contudo, é necessária a mobilização da sociedade, envolvendo gestores, profissionais de saúde e mulheres doadoras, para garantir que os estoques da rede coletara do leite humano continuem atendendo à demanda solicitada.

O governador do estado, Marcos Rocha, enfatiza o fomento gerenciado para promoção do gesto. “Desenvolver um trabalho permanente, em alinhamento com órgãos especializados para que as pessoas tenham consciência do ato de doar leite materno, é fundamental para incentivar cada vez mais esta ação. Temos a satisfação de ter conosco uma rede de coleta que atua no estado, a fim de contribuir com os primeiros dias de vida de muitos bebês”, ressaltou.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), Jefferson Rocha, Rondônia tem reconhecimento nacional no trabalho de captação de leite materno. “É importante lembrar que a rede coletora do estado alcançou o Padrão Ouro, da Rede Nacional de Bancos de Leite Humano, que avaliou a excelência dos procedimentos realizados ao testar a qualidade do leite coletado. Outro reconhecimento veio com o prêmio dr. Pinotti, do Hospital Amigo da Mulher, conquistado no ano de 2017”, evidenciou.

BANCO DE LEITE

Coleta do leite materno é feita por uma servidora que vai até a residência da nutriz

Em Rondônia, a única rede pública coletora em funcionamento é o Banco de Leite Humano Santa Ágata, que fica localizado nas dependências do Hospital de Base. As doações podem ser feitas por doadoras internas e externas. São consideradas doadoras internas, mães que estão internadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI-Neo) e extraem leite para amamentar o próprio filho. Elas também podem doar para outras mães, caso tenham leite em excesso.

As doadoras externas são mulheres voluntárias, que têm leite em excesso e decidem doar para a rede coletora.  A coleta do leite materno é feita por uma servidora que vai até a residência da nutriz, assim chamada a mulher que tem como função amamentar,  para realização da coleta.

CRITÉRIOS PARA DOAÇÃO

A coordenadora do Banco de Leite Humano Santa Ágata, Taiane Falcão Teixeira, explicou sobre o processo de doação. “Para ser doadora, a candidata preenche um cadastro e precisa estar saudável, então passa por uma avaliação para verificar seu estado emocional, segurança em relação à amamentação, se a produção de leite está adequada, e depois solicitamos exames sorológicos. Constatando a conformidade, classificamos a candidata como apta”, pontuou.

Somente neste ano, houve mais de 2.100 atendimentos de doadoras internas e externas, além de 4.480 atendimentos à nutrizes externas no banco coletor. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, e aos finais de semana e feriados das 7h30 às 17h, no HBAP, em Porto Velho.

DATA ALUSIVA

O dia 19 de maio foi instituído pela Lei nº 13.227/2.015, representando um momento especial para conscientizar a sociedade sobre a importância da doação de leite humano. A data permite incentivar o gesto de solidariedade, além de promover mais debates sobre a importância do aleitamento materno e o ato de doar.

 

Fonte
Texto: Jackson Vicente
Fotos: Frank Néry e Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp