Cacoal/RO, 17 de junho de 2024 – 02:14
Search
Search
17 de junho de 2024 – 02:14

Thiago Flores levanta a pauta dos condenados que estão no mesmo abrigo das pessoas de bem no Rio Grande do Sul

O parlamentar de Rondônia levou o assunto à Comissão de Segurança Pública e ao Ministro da Justiça 

Apesar do prefeito de Porto Alegre (SC), Sebastião Melo, estar dando entrevistas preocupado com o assunto, este ainda não tomou grandes proporções nas redes sociais. O deputado federal Thiago Flores (REPUBLICANOS/RO), por sua vez, chamou a atenção dos parlamentares da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado para o assunto que é desesperador. Thiago relata em seu requerimento de indicação à Comissão que “neste momento de dor e desespero, não podemos adiar a tomada de medidas urgentes. Precisamos agir agora para evitar danos ainda maiores no futuro. Cada momento de indecisão é uma janela aberta para o caos e a desordem”. 

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, deu uma entrevista no dia 13 de maio relatando a sua preocupação com condenados, que estão em regime aberto, estarem abrigados ao lado de pessoas de bem. “É fundamental compreendermos que estamos lidando com vidas em risco, especialmente mulheres, crianças e idosos, que já enfrentam traumas profundos decorrentes da tragédia. Permitir que indivíduos em situação de condenação penal compartilhem o mesmo espaço só agrava a situação, colocando em risco a integridade física e emocional dessas pessoas”, reforçou Thiago Flores. 

Em suas redes sociais, o parlamentar de Rondônia, que é delegado da polícia civil de carreira, enfatiza que até no momento da prisão os condenados são divididos por classificação de crime praticado, o que reforça a importante tomada de decisão pelos órgãos competentes. “O tempo urge, e cada instante de inação coloca em risco a vida e a segurança de todos os envolvidos. Não podemos falhar diante deste desafio. Conto com a pronta e decidida ação para unirmos forças neste momento e resolvermos esta situação crítica”, encerra Thiago Flores em seu documento oficial à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara Federal. 

(Ascom/Deputado)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp