Atendimento de saúde do Governo Federal à população indígena passou de 15 milhões e 500 mil em 2021

O número de atendimentos por profissionais de saúde, contratados pelo Governo Federal, em comunidades indígenas alcançou valores recordes nos últimos quatro anos

Desde 2019, foram mais de 48 milhões e 50 mil atendimentos a indígenas realizados pela equipe multidisciplinar de saúde, formada por médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos e demais profissionais.
Em 2021, chegou-se à marca recorde de mais de 15 milhões e 970 mil atendimentos. Um aumento de mais de 1200% se comparado com 2014, quando 1 milhão e 167 mil consultas foram realizadas em comunidades indígenas.
Dados do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), mostram que, em média, mais de 773 mil indígenas de mais de 5,5 mil aldeias são atendidos por ano. Ao todo, 20 mil trabalhadores, sendo 52% indígenas, fazem parte dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), responsáveis por esse trabalho. Para possibilitar atendimento por meio da telemedicina nas aldeias, as equipes receberam computadores, câmeras portáteis, eletrocardiógrafos e outros materiais portáteis.
A nutrição, setor de extrema importância para garantir a qualidade de vida dos indígenas, está sendo implementada por meio das ações da Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN), que possibilita conhecer a realidade do território.
A saúde bucal conta com mais de 900 profissionais contratados pelo Governo Federal como Cirurgiões Dentistas, Auxiliares de Saúde Bucal e Técnicos em Saúde Bucal. As ações são: para controle e prevenção de doenças e infecções bucais; atividades coletivas de educação em saúde; ação coletiva de escovação supervisionada; aplicação tópica de flúor; entrega de creme dental, escova dental e fio dental; entre outros.
Outra ação do Governo Federal é a implantação das ambulanchas, que facilitam o transporte de pacientes em terras indígenas do Polo Base para o município referência. Sempre que acionada, terá um acompanhamento de médico ou enfermeiro e pode ser utilizada em situações que o paciente precisa ser transportado deitado e com o auxílio de oxigênio. Elas são equipadas com duas macas fixas, uma maca móvel e oxigênio.
A saúde mental também é um dos focos do trabalho do Governo Federal, que busca conscientizar a população indígena sobre os malefícios acometidos pelo excesso de uso de álcool para a comunidade, benefícios do bem-estar e valorização da vida.

VACINAÇÃO – A imunização é um trabalho prioritário das equipes que atuam para garantir a saúde indígena. Anualmente, são oferecidas, conforme o Calendário Nacional de Vacinação, vacinas para a proteção de mais de 20 doenças. Entre 2019 e 2021, foram aplicadas mais de 13 milhões de vacinas na população indígena por imunológicos do calendário nacional de vacinação.
A vacina contra a influenza, por exemplo, no ano de 2021, alcançou o percentual de vacinação na população indígena de 89%, maior que a meta atingida pela população geral (72,1%). No ano de 2021, as crianças de cinco a seis anos, apresentaram esquema vacinal completo para diversas doenças de 91,7%.

COVID-19 – Desde o início da pandemia, o Governo Federal entregou mais de 1,3 milhão de cestas básicas a indígenas, além de distribuir mais de 221 mil kits de higiene básica, por meio da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).
A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, já repassou mais de R$ 106 milhões para ações de prevenção à Covid-19. A atual cobertura vacinal contra a Covid-19 entre os indígenas acima de 18 anos é de 91% com a primeira dose e 87% com a segunda dose ou dose única.
Foram aplicadas cerca de 735 mil doses, sendo 376 mil na dose 1 e 358 mil com a dose 2. O trabalho do Governo Federal para proteção e garantia dos direitos dos indígenas envolvem uma série de ações, desde a fiscalização e combate a ilícitos em terras indígenas, a ações de saúde de forma permanente, incluindo-se a atenção primária à saúde e a vigilância epidemiológica de agravos e incentivo ao desenvolvimento sustentável nas aldeias. (Secretaria Especial de Comunicação do Governo Federal / Secom)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas