Rondônia, 16 de julho de 2024 – 11:34
Search
Anuncie aqui
Search
16 de julho de 2024 – 11:34

Avião com torcedores do Flamengo e Athletico-PR faz pouso de emergência em Porto Velho 

Anuncie aqui
Passageiros voltavam ao Brasil após a final da Libertadores; emergência médica ocasionou situação e viajantes enfrentam transtornos para chegar em Guarulhos

 

Um voo com torcedores do Flamengo e do Athletico-PR, que partiu de Bogotá, na Colômbia, e deveria pousar em Guarulhos(SP), teve que fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Porto Velho (RO). O caso aconteceu neste domingo (30), devido à necessidade de atendimento médico imediato a um dos passageiros.

Conforme informado em nota pelo Aeroporto de Porto Velho, houve atendimento pré-hospitalar no local e, depois, o paciente foi encaminhado a um hospital.

Os demais passageiros que estavam no voo AV249 estão hospedados em hotéis e aguardam um avião com destino a Guarulhos, que deve chegar ainda na noite desta segunda-feira (31), conforme a companhia aérea Avianca.

Em nota, a empresa informou que a viagem deve ser retomada às 21h30. Por volta de 16h, um representante da Avianca estava previsto para chegar ao aeroporto onde ocorreu a emergência.

“Lamentamos esta situação que nossos passageiros estão passando e lhes asseguramos que estamos mobilizando todos os recursos disponíveis para levá-los ao seu destino o mais rápido possível”, afirmou a Avianca.

CNN entrou em contato com um dos torcedores que estava no voo. O flamenguista Renan Sepúlveda afirmou que o voo tinha 192 pessoas e “um passageiro, que era torcedor do Athletico-PR, passou mal e precisou de atendimento com urgência. Ele já tinha passado mal durante o jogo”, disse.

Ainda segundo Sepúlveda, o avião que fez o pouso de emergência não pôde seguir viagem de Porto Velho para Guarulhos porque teve uma peça danificada na aterrissagem e não tinha um novo plano de voo. Ele afirma que ficou preso na aeronave com os outros passageiros de 21h40 até 1h30, e que a Polícia Federal reteve o passaporte de todos os passageiros.

Em nota, a Polícia Federal afirmou que não houve retenção de passaporte. “Chegou-se a pensar nessa possibilidade apenas por uma questão de realização dos trâmites de entrada no território brasileiro. A questão era que um voo vindo da Bolívia precisava fazer o controle migratório. Mas já foi solucionado com Brasília: esse controle vai ser feito por lá mesmo no desembarque. Então, deu esse pequeno desencontro de informação. O passageiro passou mal, mas não morreu e todos os procedimentos administrativos em razão do reingresso de brasileiros em território nacional, será em Brasília”, explicou. (Fonte: Terra Brasil Notícias)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp