Brasil registra média móvel de 228 mortes por Covid, com maior tendência de alta desde fevereiro

São 672.494 óbitos e 32.610.830 casos conhecidos registrados de Covid-19 desde o início da pandemia

O Brasil registrou nesta terça-feira (5) 393 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 672.494 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 228. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +84%, o que representa a maior alta registrada desde o dia 10 de fevereiro (quando apontava +85%), e indica tendência de alta pelo 12º dia seguido.

Acre, Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima e Tocantins não registraram mortes no último dia. Já o Estado de Santa Catarina não divulgou atualização de casos e mortes até o fechamento deste boletim.

No total, o País registrou 74.528 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 32.610.830 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 57.678, variação de +42% em relação a duas semanas atrás.

Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, no dia 31 de janeiro deste ano.

Curva de mortes nos Estados

Em alta (18 Estados): TO, SE, MA, CE, GO, AL, MS, MG, PI, PR, ES, SP, RJ, RS, PB, MT, RN, RO.
Em estabilidade (4 Estados e o DF): PE, AC, RR, AM, DF.
Em queda (3 Estados): PA, BA, AP.
Não divulgou novos dados (1 Estado): SC.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Vacinação

Os dados desta terça-feira (5) mostram que 167.797.135 brasileiros estão totalmente imunizados ao tomar a segunda dose ou a dose única de vacinas. Este número representa 78,11% da população total do País. A dose de reforço foi aplicada em 96.058.182 pessoas, o que corresponde a 44,71% da população.

A população com 5 anos de idade ou mais (ou seja, a população vacinável) que está parcialmente imunizada é de 89,54% e a população com 5 anos ou mais que está totalmente imunizada é de 83,83%. A dose de reforço foi aplicada em 53,47% da população com 12 anos de idade ou mais, faixa de idade que atualmente pode receber o reforço da vacinação.

No total, 13.035.588 doses foram aplicadas em crianças, que estão parcialmente imunizadas. Este número representa quase 63,59% da população nessa faixa de idade que tomou a primeira dose. Ainda nesta faixa, 7.999.929 estão totalmente imunizadas ao tomar a segunda dose de vacinas, o que corresponde a 39,02% da população deste grupo.

Os Estados de SP, RJ, MA, TO e AP não separam os números de terceira e quarta dose. Por esse motivo, os percentuais de reforço podem estar inflados.

Por Redação O Sul

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas