Anuncie aqui
Anuncie aqui

Coluna do Xavier: CACOAL: A ADMINISTRAÇÃO, OS LÍDERES E A ACADEMIA…

CACOAL: A ADMINISTRAÇÃO, OS LÍDERES E A ACADEMIA…

O município de Cacoal tem excelentes potencialidades e tais atributos já foram citados, enésimas vezes, aqui mesmo, nesta modesta avaliação semanal que a briosa Tribuna Popular publica todas as sextas-feiras. Entretanto, precisamos abrir uma discussão séria e comprometida, objetivando aproveitar a qualidade dos profissionais desta cidade. É comum ouvir os vereadores e outras autoridades municipais anunciarem que viajaram a outros municípios, alguns deles em regiões completamente diferentes da Amazônia, em busca de “modelos de gestão pública” ou projetos bem-sucedidos, em cidades com infraestrutura muito inferior à Capital do Café. Estas buscas são totalmente incompatíveis com a qualidade de inúmeros profissionais, de incontáveis áreas científicas, residentes em Nossa Urbe Obediana, visto que existem várias faculdades instaladas na cidade. Não dá para entender esse estranho fenômeno político-administrativo…

O problema, todavia, parece estar na dificuldade que os gestores municipais encontram para descobrir que temos na cidade a UNESC, a FACIMED, a FANORTE, a UNIR e diversas outras instituições que produzem ciência e conhecimento. Especialmente no caso da UNIR, trata-se de uma instituição pública federal de ensino que está, há décadas, no município. A UNIR possui os cursos de Ciências Contábeis, Administração, Engenharia de Produção e Direito. Esses cursos podem elaborar projetos e propostas que seriam muito úteis para melhorar o sistema administrativo de Cacoal e não tenho nenhuma dúvida de que os profissionais da UNIR estão abertos ao diálogo. Não faz sentido as autoridades municipais saírem da cidade para outros estados à procura de sugestões. Isso evidencia, no mínimo, um desrespeito pelas instituições universitárias de Cacoal. Por que essas instituições não são ouvidas? Qual o problema que existe em solicitar à UNIR, ou demais instituições, que elaborem projetos para ajudar o município? Por que é necessário buscar modelos de fora? Não é possível que as pessoas não percebam essas coisas! Os acadêmicos podem atuar na elaboração de propostas, sob a orientação dos professores, e os resultados podem ser muito benéficos, e por um custo muito baixo. O Campus da UNIR conta com excelentes professores e todos eles com a visível disponibilidade de colaborar. As faculdades e universidades existem para produzir conhecimento, para produzir ciência, para consolidar muitos campos profissionais. Não é possível entender esta falta de sintonia…

O fato de citar particularidades da UNIR ocorre porque conheço a instituição, conheço os professores e sei da extrema capacidade que eles possuem, assim como os acadêmicos que estudam no Campus de Cacoal. Porém, não tenho nenhuma dúvida de que há, nas demais instituições universitárias do município, profissionais igualmente qualificados e dispostos a ajudar. A busca por “modelos” de projetos em outras cidades não se justifica, quando há na sede do município a clara possibilidade de encontrar boas ideias. É lógico que não há razão para condenar iniciativas exitosas de municípios de Minas Gerais, Bahia e outros estados visitados por autoridades cacoalenses, mas isto seria mais compreensível se Cacoal não tivesse profissionais e instituições qualidades. Até mesmo em fóruns e seminários organizados pela Prefeitura de Cacoal, com a finalidade de discutir o desenvolvimento da cidade, as pessoas convidadas para palestras são importadas de muito longe. Que coisa esquisita!!! Em Cacoal existem centenas de excelentes profissionais das mais diversas áreas científicas, todos formados no município (ou residentes há muitos anos) e reconhecidos como profissionais de qualidade. Negar esta realidade é desrespeitar a ciência e as instituições locais de produção do conhecimento. O presidente da Câmara de Cacoal é formado no município; o prefeito de Cacoal é formado no município; diversos secretários municipais são formados no município. Será que eles não percebem isso?? No setor da iniciativa privada, em todas as áreas, há excelentes profissionais formados também em Cacoal. Todo esse conjunto de fatores não pode ser ignorado, ou desrespeitado, pelas autoridades municipais. Esta maneira de negar a ciência e negar a academia não pode ser aceita. Isso é inconcebível!!!

Caso as autoridades municipais façam uma reflexão sobre esta realidade, certamente irão descobrir a razão pela qual Cacoal não constrói lideranças sólidas. Essa distância entre a Administração Municipal e as instituições acadêmicas locais é prejudicial ao desenvolvimento do município. Em vez de tentar, sem sucesso, importar modelos de administração, Cacoal deveria exportar conhecimento para outros municípios do estado e da região. Até mesmo para nomear um secretário municipal, os administradores adotam essa mania improdutiva de importar profissionais. E estes questionamentos não possuem nenhuma intenção de questionar a capacidade dos profissionais que são trazidos para Cacoal. A questão não reside neste fato. O que se discute é a valorização dos profissionais que vivem nesta urbe e muitos deles vivem há décadas. É perfeitamente possível compreender a situação, caso municípios como Pimenteiras, Cabixi, São Felipe e outros com estrutura parecida busquem projetos, modelos administrativos e profissionais em outras cidades, porque esses municípios não possuem instituições universitárias. Aliás, a coisa mais natural é constatar pessoas que vêm todos os dias de municípios vizinhos estudar nas faculdades de Cacoal. São dezenas de ônibus diariamente. Somente as autoridades cacoalenses não percebem isso…

A analogia sugere que, muito em breve, Cacoal adotará a prática de trazer de outros municípios os candidatos a prefeitos e vereadores, sempre que houver eleição municipal. Se os profissionais formados no município, se as instituições universitárias locais não servem, não há razão para pensar que os candidatos apenas é que devem ser de Cacoal. Certamente, se adotarmos a estratégia de buscar candidatos a vereadores e prefeitos de outros municípios para disputarem eleições em Cacoal, eleitos, eles perceberão, facilmente, que existem intuições com muito potencial instaladas no município. Assim, haverá a possibilidade de valorizar a academia e produzir grandes lideranças políticas e científicas em Nossa Urbe Obediana… Tenho dito!!!

 

FRANCISCO XAVIER GOMES

Professor da Rede Estadual e Jornalista

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp