Rondônia, 19 de julho de 2024 – 15:06
Search
Anuncie aqui
Search
19 de julho de 2024 – 15:06

Em meio à reabertura econômica, estados com aumento de casos voltam atrás e endurecem medida

Anuncie aqui
Comerciopvh 696x522

Após três meses do início das medidas de isolamento social devido ao contágio do novo coronavírus, diversos estados e cidades passaram a tomar medidas de abertura do comércio, frente a um possível controle da pandemia.


Mas, com os sinais de que várias regiões do país ainda não conseguiram estabilizar a contaminação, em muitos locais as medidas passam a ser revistas, caminhando até para o fechamento total, o chamado lockdown.


A Prefeitura de Florianópolis anunciou novas restrições a partir desta quarta-feira, com fechamento de shoppings, centros comerciais, academias e até das praias. A multa para quem não usar máscaras aumentou em 10 vezes, para o valor de R$ 1.250 reais.


Santa Catarina já registra mais de 20 mil casos e 279 mortes. A Secretaria de Saúde suspendeu por 30 dias todas as cirurgias eletivas de média e alta complexidade e que necessitem de anestesia geral, para preservar insumos médicos.


Minas Gerais, que vinha registrando baixo número de contágio e de mortes, viu a pandemia acelerar nos últimos dias. Já são 771 mortos e mais de 31 mil contaminados.


O governo do estado criou o programa “Minas Consciente”, buscando uma abertura gradual das atividades econômicas. Mas, ao atingir 90% de ocupação das UTIs para à Covid, o estado já prevê o lockdown em algumas regiões.


A Prefeitura de Belo Horizonte suspendeu a ampliação da reabertura do comércio, e pode, ainda esta semana, indicar o retorno do fechamento de atividades.


Após o Amazonas ultrapassar 2,7 mil mortos e mais de 66 mil contaminados, com a falta de leitos e até de covas, a contaminação no estado está em declínio. O governo do Amazonas iniciou a segunda fase do processo de abertura na última semana, com o retorno de forma controlada de diversas atividades comerciais, restaurantes e até a prática de esportes ao ar livre. Mas ainda não há data para a volta às aulas de forma presencial.


Na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará, também foram retomadas as atividades em uma segunda etapa nessa semana, após a diminuição do contágio do coronavírus. Foi permitida a retomada de mais atividades comerciais e industriais, além da abertura de restaurantes. O restante do estado ainda está em fase de alerta. O Ceará tem 99 mil casos e 5.815 mortos. (Agência Nacional)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp