Rondônia, 18 de julho de 2024 – 04:30
Search
Anuncie aqui
Search
18 de julho de 2024 – 04:30

Jornalista publica Romance Musical-Filosófico  

Anuncie aqui

O pastor e jornalista Moisés Selva Santiago acaba de publicar seu 19º livro: o romance ILHABELLA, (Editora SORIAN, 318 p.), cuja história se passa na ilha homônima do litoral paulista. A trama, conduzida especialmente por mulheres, aborda questões sociais como alcoolismo, drogas ilícitas, violência contra a mulher, homoafetividade, religiosidade ácida, criminalidade – entre outras. “Envolto em lições pedagógicas, o texto testemunha a vitória do amor, apresentando o enlace poético entre literatura e música que só o autor conseguiria harmonizar tão suavemente”, explica o professor Cláudio Lopes Negreiros, mestrando em estudos Literários na Universidade Federal de Rondônia.

Negreiros salienta que o autor é pernambucano, porém “voluntariamente incorporado ao espírito amazônida, sendo um dos mais produtivos escritores do Norte do país”. E continua: “com humor, suspense alegria, decepções e perdas, dos elementos pré-textuais ao último capítulo a maneira como o autor nos envolve proporciona o prazer da leitura que nos estimula e instiga a nos deleitarmos na página seguinte, graças também à percepção geográfica que nos envolve em regionalismos e estrangeirismo.” Soma-se a isto as reflexões sociológicas, filosóficas, históricas e teológicas sutilmente experimentadas pelos personagens, numa abordagem que perpassa as nacionalidades, o catolicismo, o candomblé e o meio evangélico.

Tendo como base a chegada de dois missionários batistas na ilha, o  livro cativa pela descrição bem humana de cada personagem, além dos cenários minuciosamente descritos, a ponto de vermos, ouvirmos as canções e sentirmos os cheiros de cada cena. Crianças, idosos, adolescentes e adultos se envolvem no enredo, vivenciando momentos nas praias da ilha, na pracinha, na igreja e nas casas, expondo as emoções próprias da vida (e também da morte). “Uma vez me perguntaram se eu estou em algum personagem, e eu respondo: sim, um pouquinho neste e naquela eu me faço presente. Isto é tão forte em mim que chego a sorrir e chorar com os personagens”, afirma o autor que viveu durante anos em Cacoal e atualmente é jornalista dos Correios em Rondônia.

O autor continua: “Convido você a conhecer o magnetismo de Stella, as descobertas dos missionários, as sementes plantadas por Mozart, as memórias do Dr. Rubem, a leveza de Buzina, a doçura de Vivi, o amor de Yayá. Mergulhe também no oceano que cerca Bella, o Padre, Dadá, Toinho, Dandara, Jilu, o Copiloto, Elieth e as crianças.” E conclui: “A buzina da balsa tocou: desembarque, ande, nade, sobrevoe, deguste, cheire, corra, dance, durma, aprecie, ore, oule, ouça, cante, chore, descubra os segredos, compartilhe emoções, sorria e abrace todos os ilhéus que estão dizendo que todas as pessoas são bem-vindas à ILHABELLA!”

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp