Cacoal/RO, 22 de maio de 2024 – 03:36
Search
Search
22 de maio de 2024 – 03:36

Justiça determina remoção do vídeo de Lula com pedido de voto a Boulos

Decisão do TRE-SP nesta quinta (2/5) deu 48 horas para que o YouTube remova o vídeo com campanha eleitoral antecipada da plataforma

 

Lula e o Boulos participaram nesta quarta de um evento organizado por centrais sindicais nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, Zona Leste de São Paulo, em celebração ao Dia do Trabalhador - (crédito: Paulo Pinto/Agência Brasil)
Lula e o Boulos participaram nesta de um evento organizado por centrais sindicais nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, Zona Leste de São Paulo, em celebração ao Dia do Trabalhador – (crédito: Paulo Pinto/Agência Brasil)

 

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) determinou nesta quinta-feira (2/5) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o YouTube removam vídeo em que Lula pede votos para o deputado federal Guilherme Boulos (Psol-SP), durante ato de centrais sindicais na capital paulista nesta quarta-feira (1º).

A Justiça também deu 24 horas para Lula remover o material, após ser intimado, caso a plataforma ainda não o tenha feito. Além do canal pessoal do presidente, o vídeo deve ser deletado de todas as contas em plataformas de Lula.

O juiz acatou pedido do diretório paulista do partido Novo. “A permanência do vídeo na rede pode macular a paridade entre os possíveis candidatos ao pleito vindouro, especialmente porque, além da extemporaneidade do ato de campanha, se trata de um ‘cabo eleitoral’ de
considerável relevância”, argumentou o magistrado na decisão.

Palanque para celebrar o Dia do Trabalhador em São Paulo

Lula e o Boulos participaram nesta quarta de um evento organizado por centrais sindicais nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, Zona Leste de São Paulo, em celebração ao Dia do Trabalhador. Em discurso, o presidente destacou a candidatura de Boulos à prefeitura de São Paulo nas eleições deste ano.

(Correio Braziliense)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp