Rondônia, 22 de julho de 2024 – 08:16
Search
Anuncie aqui
Search
22 de julho de 2024 – 08:16

Números da pandemia desaceleram em Cacoal e Rondônia

Anuncie aqui

fundação oswaldo cruz, fiocruz

Nesta semana, o município de Cacoal chegou a 14.491 casos totais confirmados de covid-19 desde o primeiro caso registrado, no final de abril de 2021. Desde o início da pandemia até e quinta-feira (26), Cacoal registrou, infelizmente, 301 óbitos.

Em Rondônia, neste período pandêmico, foram registrados um total de 262.577 casos de covid-19 e 6.471 óbitos. Quase 255 mil rondonienses conseguiram enfrentar e superar a doença. Os municípios com o maior número de casos registrados até aqui são Porto Velho (86.018 casos), Ariquemes (22.496), Ji-Paraná (19.974), Cacoal (14.493), Vilhena (14.204) e Jaru (7.942).

No boletim de quinta-feira, dois óbitos pela covid-19 foram registrados em Rondônia. O estado respira um pouco mais aliviado, tendo inclusive registrado dias sem óbitos por covid-19, como no último sábado, 21 de agosto, quando nenhum rondoniense perdeu a vida para a doença. Bem diferente do mês de junho de 2020, considerado o pico da doença, quando a média foi de 12,06 mortes por dia no estado.

Todos os dados e informações referentes à covid-19 em Rondônia são divulgados pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Segundo a Agevisa, os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios para checagem de dados.

População vacinada
Até a última quinta-feira, dia 26 de agosto, 966.714 rondonienses haviam sido vacinados com a 1ª dose de imunizante contra a covid-19. Destes, 3371.522 já haviam recebido também a 2ª dose, somando um total de 1.338.236 doses aplicadas.
Até agora, o estado de Rondônia recebeu 1.527.718 doses de imunizantes, sendo CoronaVac (520.358 doses), AstraZeneca (611.650), Pfizer (360.360) e Janssen (35.350 doses). (Da Redação)

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp