Cacoal/RO, 21 de junho de 2024 – 03:48
Search
Anuncie aqui
Search
21 de junho de 2024 – 03:48

O DIA 21 DE AGOSTO NA HISTÓRIA

Anuncie aqui

Lúcio Albuquerque – [email protected]

BOM DIA 21 DE AGOSTO!

COMEMORA-SE: Dia Internacional de Recordação e Homenagem às Vítimas do Terrorismo. Começa a Semana Nacional da Criança Excepcional. Dia Nacional da Habitação. Católicos lembram São Pio X.
FATOS: 1853 – Morre Maria Quitéria de Jesus, considerada a primeira mulher a fazer parte das Forças Armadas do Brasil, é patrona do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro. 1888 — A primeira máquina de somar de sucesso nos Estados Unidos é patenteada por William Seward Burroughs I. 1897 — Fundada a Oldsmobile, fabricante e marca de automóveis americana. 1898- É fundado o clube de regatas Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. 1911 – A mais famosa pintura do Louvre, em Paris, sumiu. Dois anos depois, o quadro de Leonardo da Vinci foi encontrado na Itália. 1957 — A União Soviética realiza com sucesso um voo de teste de longo alcance do R-7 Semyorka, o primeiro míssil balístico intercontinental. 1969- Uma junta militar assume o poder no Brasil quando o presidente Costa e Silva sofre uma trombose cerebral. 1989 – Morre Raul Seixas, compositor e cantor, se maior sucesso foi o álbum “Eu Nasci há 10 mil Anos Atrás”. 1986, Usain Bolt, recordista mundial dos 100m, nasceu na Jamaica. 2017 – Acontece o eclipse solar mais longo da história, com 90 minutos e o sol ficou completamente coberto por 2 minutos e 40 segundos.

000 1 16

FOTO DO DIA: Maria Quitéria de Jesus, baiana, fugiu de casa para entrar no Exército, reconhecida por ser a primeira mulher a assentar praça numa unidade militar das Forças Armadas Brasileiras, em 1823, considerada a Paladina de Independência, foi reconhecida, na fileiras do Exército, em 1996, como Patrona do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro e Em 26 de julho de 2018 foi declarada Heroína da Pátria Brasileira pela Lei Federal nº 13.697, tendo seu nome inscrito no “Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria”, que se encontra no “Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves”, situado em Brasília. Só 120 anos depois de sua morte, em 1943, o Exército abriu vagas para mulheres, que integraram, como enfermeiras, a Força Expedicionária Brasileira, na Itália, na II Guerra Mundial.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp