Rondônia, 17 de julho de 2024 – 06:28
Search
Anuncie aqui
Search
17 de julho de 2024 – 06:28

O DIA 23 DE  SETEMBRO NA HISTÓRIA

Anuncie aqui

Por LÚCIO ALBUQUERQUE
Whatsapp 69 99910 8325

 

BOM DIA 6ª FEIRA, 23 de SETEMBRO

HOJE É

Dia Internacional das Línguas de Sinais, Dia de Combate ao Estresse , Dia dos Filhos, Dia Nacional dos Agentes da Autoridade de Trânsito. Dia do Técnico em Edificações, Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico, Dia do Soldador, Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças, Dia do Sorvete, Dia do Técnico Industrial.
Católicos celebram Santa Tecla, padroeira dos agonizantes; São Pio de Pietrelcina, Santo Adomnano de Iona, São Lino Bispo

RONDÔNIA
1932 – O Aviso Ministerial n° 518 (Boletim do Exército n° 139), cria os Contingentes Especiais de Fronteira (Porto Velho, Guajará-Mirim e Forte Príncipe da Beira), sob a inspeção do Cap. de Artilharia EB Aluízio Ferreira.

1953 – O promotor público Stélio Mota vai recorrer contra a decisão do Conselho de Sentença que absolveu o homicida conhecido apenas por “Coalhada”, que matou o jornalista Ordélio Bezerra Serpa.

BRASIL
1919 — O presidente Nilo Peçanha cria as escolas de Aprendizes Artífices (atual Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica).

2002 — Lançada a primeira versão pública do navegador Mozilla Firefox (“Phoenix 0.1”).

2004 – O furacão “Jeanne” mata milhares de pessoas no Haiti, incluindo o sargento brasileiro Vicente Medeiros, da tropa de Paz da ONU.

MUNDO
1846 — O astrônomo Johann Gottfried Galle descobre Netuno, o 8º planeta do Sistema Solar.

1930 – Nasce o grande nome da música “soul”, Ray Charles, pianista e cantor estadunidense (m. 2004).

1939 — Nasce Sigmund Freud, grande nome da psicanálise mundial (n. 1856).

1963 – O presidente americano John Kennedy torna-se o 4º presidente dos EUA assassinado no cargo, no caso por Lee Oswald no Texas.

 

FOTO DO DIA

Em 1977 Rondônia tinha dois municípios e naquele ano, em novembro, ganhou mais cinco. Mas em agosto o Ministério do Interior divulgou um folheto alertando as famílias que pretendessem vir para o então Território Federal, em busca de oportunidades para suas vidas, como milhares de outras vinham fazendo desde a primeira metade da década de 1960, tão logo aberta a rodovia BR-364. O folheto lembrava vários problemas que os migrantes enfrentavam, desde doenças que não conheciam até mesmo a falta de estrutura para atendê-los. O documento do Minter, distribuído à larga nas regiões de onde mais vinham migrantes, trazia logo na parte mais alta, o aviso: “Não mude para lá sem orientação”. Talvez essa falta de orientação tenha gerado dificuldades de adaptação e até mortes, especialmente vítimas de malária

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp