Cacoal/RO, 20 de maio de 2024 – 09:04
Search
Search
20 de maio de 2024 – 09:04

O DIA 7 DE MAIO NA HISTÓRIA – Dia Mundial do Silêncio

7.5.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1925 – A comunidade de Guajará-Mirim realiza eventos sociais para ajudar a igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.
1953 – Porto Velho entra na rota internacional de voo: O Loide Aéreo Boliviano fará escala em Porto Velho, na linha La Paz/Manaus/La Paz, para cargas e passageiros.
1985 – O Posto Telegráfico instalado pelo Marechal Rondon em Ji-Paraná, recuperado pelo Beron, passa a ser o “Museu de Comunicação de Rondônia”.
1988 – O desembargador (TJ/RO) Cesar Montenegro, autor de vários livros dentre eles o “Dicionário de Prática Processual Civil”, vai encerrar a I Semana de Estudos Jurídicos da UNIR, com o tema “O juiz e a função jurisdicional”.
1991 – Em ofício enviado ao Ministério da Justiça, o governador Osvaldo Piana cobra o respeito do Governo federal ao texto da Constituição de 1988 relativo à Ponta do Abunã.
2006 – O escritor Luiz Carlos Cavalcanti lança em Porto Velho o projeto “Leitura no Ônibus”, tiragem de 10 mil exemplares, quinzenal, distribuição gratuita.

HOJE É
Dia Mundial do Silêncio. Dia Mundial do Oftalmologista. Dia Internacional da Tuba. Dia Internacional da Luta Contra a Endometriose.
Católicos celebram Santa Flávia Domitila, Santa Rosa Venerini.

BRASIL
1880 – Morre Luís Alves de Lima e Silva (Duque de Caxias), patrono do exército. 1927 – Fundada (extinta por decisão judicial em 2009) a Varig, a 1ª companhia aérea brasileira.

MUNDO
1824 – Considerada “divisor de águas na história musical”, Beethoven (1770/1824) apresenta sua “Nona Sinfonia”. 1945 – II Guerra Mundial: A Alemanha nazista se rende aos aliados ocidentais. 1973 — O jorna The Washington Post recebe o Prêmio Pulitzer por sua investigação no escândalo Watergate.

FOTO DO DIA

Um dos postos telegráficos instalados em Rondônia por Candido Rondon, durante a implantação da linha telegráfica estratégica, foi o de Presidente Pena (depois Vila Rondônia e em 1977 Ji-Paraná), onde a estação telegráfica ficou abandonada durante algum tempo.
Cada um dos postos telegráficos da faixa sul da BR-364 – aberta 50 anos depois, surgiriam, tendo como base urbana os postos, as cidades de Vilhena, Presidente Medici, Ji-Paraná, Jaru, Ariquemes, Candeias.
Com apoio do Banco do Estado de Rondônia, em 1985, a estação telegráfica jiparanaense foi praticamente reconstruída, mantendo-se as características iniciais, passando depois a ser identificada como “Museu de Comunicação de Rondônia.
O então presidente do Beron, Paulo Saldanha lembra da importância do apoio da diretora de Cultura do Estado Yeda Borzacov e do secretário Vitor Hugo, para a recuperação da velha estação.
A obra ficou em torno de 2 a 3 milhões de cruzeiros. Atualmente a administração do museu é de responsabilidade da prefeitura de Ji-Paraná.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp