Cacoal/RO, 14 de junho de 2024 – 06:11
Search
Anuncie aqui
Search
14 de junho de 2024 – 06:11

Perigo na Feira – Leia a coluna BOCA MALDITA (07/08/2020)

Anuncie aqui

DIA DOS PAIS

No próximo domingo (09), haverá no Brasil as comemorações pelo Dia dos Pais. Assim como o Dia das Mães, é uma data muito importante para promover a harmonia em família e refletir sobre a importância dos pais no contexto da sociedade e na busca por uma sociedade melhor. Vale lembrar que, no Brasil atual, muitas famílias são representadas por mulheres que criaram os filhos sozinhas e que fazem o papel de mãe e de pai. Esta situação precisa ser lembrada para que não se faça nenhuma injustiça. Infelizmente não será possível fazer aglomerações públicas e também em família, para evitar a possibilidade de contaminação pelo coronavírus, mas registramos nossas homenagens a todos os pais rondonienses, a todos os pais brasileiros, pela passagem desta data que é significativa para as famílias brasileiras.

Boca Maldita 2

CAMARA DE CACOAL

No começo desta semana, os vereadores de Cacoal voltaram às atividades legislativas, após o período de recesso. Na volta aos trabalhos, os vereadores aprovaram uma matéria autorizando o poder executivo a pagar incentivos financeiros a todos os servidores municipais que estão trabalhando no combate à pandemia da Covid-19. Esta medida representa uma decisão muito justa dos vereadores, porque não tem sido fácil a situação dos servidores que fazem parte da chamada Linha de Frente do combate ao coronavírus. Além dos servidores que trabalham nas unidades de saúde, os servidores que trabalham no cemitério foram contemplados com a medida, porque eles também enfrentam situação de risco e merecem todo o apoio das autoridades.

 JABÁ  EM QUARENTENA

A covid-19 anda rondando a Câmara de Vereadores de Cacoal. Na semana passada houve a confirmação de que um servidor se tornou vítima da doença. Além do servidor que testou positivo, o vereador Mário Angelino Moreira (Jabá) apresentou diversos sintomas parecidos com os sintomas da covid-19, porém não houve a confirmação da doença. O médico que atendeu o vereador sugeriu que ele cumprisse o isolamento social pelo prazo necessário e fizesse novos exames para verificar a situação. Jabá Moreira permanece em casa e aguarda o resultado dos exames. Por este motivo, o vereador não participou da sessão ordinária na segunda-feira e talvez esteja presente somente na próxima semana, quando haverá nova sessão.

TESTE SELETIVO

A Câmara de Cacoal adora criar situações embaraçosas que comprometem a imagem da instituição. Esta semana, os vereadores votaram uma lei que tramitou dentro da Casa em apenas três dias. O projeto trata da realização de teste seletivo de Técnicos de Enfermagem para trabalharem no combate à pandemia. Logicamente que existe a necessidade desse tipo de profissionais e isso não se discute. Porém, o estado de Rondônia tem decreto de calamidade desde 20 de março. O projeto aprovado ontem pelos vereadores teve a tramitação iniciada segunda-feira. Na madrugada de terça, os vereadores ligaram para um dos procuradores, exigindo que ele desse parecer favorável à matéria na manhã de terça. O projeto tramitou no setor jurídico da Câmara de Cacoal por alguns minutos. Nos gabinetes da Casa de Leis comenta-se que vários vereadores têm muito interesse no projeto, porque eles indicarão os técnicos a serem contratados para servirem de cabos eleitorais na campanha. Talvez isso explique por que a matéria tramitou em três dias. Se os vereadores tinham tanta pressa na contratação de técnicos de enfermagem, por que não aprovaram essa matéria no mês de março?

CRISE NA SAÚDE

Na sessão da última segunda-feira, o vereador Paulinho do Cinema (PSB) fez duras críticas ao secretário estadual da saúde, Fernando Máximo, em relação à estrutura dos hospitais estaduais de Cacoal. Segundo o vereador, por decisão da SESAU, toda a estrutura de atendimento ficou voltada para atender apenas pessoas vítimas da Covid-19, deixando sem atendimento centenas de outras pessoas que sofrem com problemas de saúde que não estão relacionados com a pandemia do coronavírus. Esta situação já deixou muitas pessoas sem atendimento e certamente poderá causar problemas muito graves, caso nenhuma medida seja adotada pelo governo. A Covid-19 é um problema sério e precisa ser combatido com determinação, mas o secretário de saúde de Rondônia precisa entender que o Hospital Regional de Cacoal e o HEURO são unidades hospitalares que atendem pessoas que chegam de dezenas de municípios do estado. Essas pessoas não podem ficar sem atendimento, porque existem muitos casos que podem provocar a morte de pacientes.

RUA BLUMENAU

Na sessão da última segunda-feira, o vereador Nilton Cesar da Mata fez duras críticas contra prefeita Glaucione Rodrigues, por causa da situação da rua Blumenau, que dá acesso a diversos pontos importantes da cidade e realmente está em situação muito precária. Na ocasião, o vereador declarou que a prefeita deveria cumprir um acordo que assinou com moradores da rua Blumenau de que a rua seria asfaltada. Sinceramente não dá para entender esse tipo de situação. Ao assumir o cargo, a prefeita fica obrigada a cumprir com as obrigações que o cargo exige. A manutenção de ruas e avenidas é uma dessas obrigações. Essa história de assinar documento assumindo compromisso com uma única rua é muito estranha. Caso a prefeita Glaucione faça uma visita ao Parque Fortaleza, ela terá que assinar vários documentos sobre as ruas daquele bairro, porque estão em situação muito parecida com a rua Blumenau. Resta saber se os acordos seriam cumpridos, porque o vereador Nilton Cesar cobrou da prefeita justamente o cumprimento do acordo com os moradores do INCRA.

AGLOMERAÇÃO NA CAIXA

A população de Cacoal precisa receber orientações sobre as constantes aglomerações que têm acontecido em frente à Caixa Econômica Federal. Geralmente a situação acontece nos dias em que há previsão de pagamento do benefício de R$ 600,00 que as pessoas recebem em virtude da Covid-19. Claro que não somos contra as pessoas receberem o benefício, mas é necessário que haja muito cuidado e que as aglomerações sejam evitadas, porque os números da pandemia aumentaram muito nos últimos dias, em todos os municípios de Rondônia. As pessoas que trabalham na fiscalização deveriam visitar o local e passar orientações para as pessoas que precisam ir à Caixa Econômica.

PERIGO NA FEIRA

O pessoal que trabalha na fiscalização das feiras em Cacoal precisa dar um pouco de atenção para a feira que acontece na rua Marechal Rondon, no bairro Princesa Isabel.  Há vários dias, existem muitas reclamações de pessoas que frequentam aquela feira, em relação ao tráfego de veículos nos horários em que as pessoas fazem suas compras. A previsão de encerramento da feira é ao meio dia mas, desde as 10 horas, carros e motos têm circulado no espaço onde ficam as barracas e isto pode provocar um acidente. Quem frequenta aquela feira sabe a quantidade de pessoas idosas que transitam no local, além de crianças e adolescentes. Os condutores de carros e motos que circulam na feira podem não saber sobre os riscos de acidente, mas os fiscais precisam alertá-los, porque não é permitida a circulação de veículos no horário da feira.

ROLIM DE MOURA

A Polícia Federal realizou, esta semana, uma operação que teve vários mandados de busca e apreensão nos municípios de Rolim de Moura e Alta Floresta. A operação investiga a existência de diversas empresas de fachadas que teriam sido criadas para emitir notas fiscais frias e sonegar impostos. Entre as empresas investigadas estão várias empresas que seriam da família do vice-governador de Rondônia, José Jodan. Segundo fontes, no ano passado o vice-governador teria declarado que usaria a estrutura do governo para perseguir concorrentes do mercado de café. Na ocasião, um pedido de impeachment foi protocolado na Assembleia Legislativa de Rondônia, mas até hoje nunca aconteceu nenhuma investigação por parte dos deputados.

CHUVA DE VICES

Como todos nós sabemos, as eleições para vereadores significam uma disputa muito acirrada e muito difícil, mas há uma disputa muito mais acirrada nos bastidores políticos de Cacoal. Segundo informações que circulam no meio político, o número de pretendentes a vice na chapa da prefeita Glaucione Rodrigues é bem maior do que o número de candidatos a vereadores. A principal razão para aumentar o desejo dos pré-candidatos é que, segundo dizem, Glaucione quer ser eleita prefeita, ficar dois anos no mandato e renunciar ao cargo para disputar uma cadeira de deputada federal. Neste caso, o vice-prefeito assumiria o cargo. Uma fonte declarou que o vereador Claudemar Littig (Mão) está fazendo um esforço muito grande para ser o escolhido, mas diversos políticos de peso ligados à prefeita já bateram o pé e disseram que não aceitam o nome do vereador. Vale lembrar que a eleição será decidida nas urnas e não existe nenhuma garantia de vitória antes disso. Além disso, o eleitor certamente ficará muito atento a esta situação, sabendo que o município pode ser comandado pelo futuro vice da prefeita.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp