Suspeito de matar mulher e filho bebê em SC é preso

Kelber Henrique Pereira foi detido pelo Baep na noite de terça-feira em Paulínia. Segundo a PM, ele confessou o crime, mas só lembra de ter ingerido álcool e drogas; ‘Falou que amava a família’, disse sargento.

O homem suspeito de matar a mulher de 23 anos e o filho deles, de três meses, em Blumenau (SC)passou por três estados e chegou a trocar de carro durante a fuga. A informação é da Polícia Militar, que prendeu Kelber Henrique Pereira na noite de terça-feira (26), em Paulínia (SP). Ele era considerado foragido desde segunda (25), quando teve a prisão temporária decretada pela Polícia Civil de Santa Catarina.

De acordo com o Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep), ele foi encontrado em uma estrada da zona rural do município do interior de São Paulo, após uma denúncia anônima. O homem saiu de Blumenau, passou por Minas Gerais e seguiu para Bragança Paulista (SP). Na cidade, Kelber, que estava com um modelo Volkswagen Parati, trocou de veículo para um modelo Fiat Pálio e seguiu para Paulínia (SP).

Ainda segundo o Baep, o homem de 28 anos confessou o duplo assassinato, mas não falou nada sobre motivação e disse que só se lembra que havia feito ingestão de álcool e drogas. Jéssica Mayara Ballock e o filho do casal, Théo Pereira, foram encontrados mortos dentro do apartamento onde moravam em Blumenau com ferimentos na garganta.

“Ele confessou para nós que havia cometido um duplo homicídio contra sua esposa e seu filho de três meses. Ele só se recorda que ingeriu drogas e álcool e não se recorda qual objeto ele utilizou para fazer o crime. Ele disse somente que amava muito a esposa e a criança”, disse o sargento da Polícia Militar Rodrigo Domingos Chagas.

O outro filho do casal, um menino de 1 ano e 10 meses, foi deixado por Kelber com os pais dele, em Minas Gerais, durante a fuga. A criança está bem, segundo a polícia. O homem foi levado para a Delegacia de Paulínia, onde prestou depoimento e passou a noite.

Na manhã desta quarta-feira (27), ele vai passar por audiência de custódia na Cidade Judiciária, em Campinas (SP), e deve ser encaminhado para Blumenau na sequência. À polícia, Kelber disse que foi para São Paulo para se internar em uma clínica de reabilitação pelo uso de álcool e drogas.

A Polícia Civil vai investigar se alguém ajudou o suspeito durante a fuga, inclusive na troca dos carros em Bragança Paulista, além de continuar apurando a motivação do crime.

Assassinato

As duas vítimas foram encontradas pela polícia com ferimentos na garganta e, segundo o delegado, uma faca com sangue foi estava no apartamento. A Polícia Civil aguarda laudos do Instituto Médico Legal (IML) sobre os corpos.

Fonte: g1

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas