Anuncie aqui
Anuncie aqui

Vereador Paulo Henrique protocola denúncia do “escândalo do combustível” na PF e MPF

 

Após ter sido rejeitada a proposta de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o vereador Dr. Paulo Henrique (PTB) decidiu agir por conta própria e foi até a sede da Polícia Federal (PF) para protocolar a denúncia do “escândalo do combustível”, devido à suspeita de desvio de combustível em diversas secretarias na prefeitura de Cacoal. Dr. Paulo foi, também, a sede do Ministério Público Federal (MPF) com o intuito de protocolar a denúncia, já que envolveu recursos federais da Educação e da Saúde.

“Decidi levar o caso às autoridades federais porque não consegui o apoio suficiente (assinaturas) no parlamento para a criação da CPI. Dr. Paulo Henrique teve somente o apoio do colega Valdomiro Corá. Para abertura da CPI eram necessárias quatro assinaturas dos vereadores de Cacoal. A Casa de Leis precisa apurar os fatos desde o momento em que teriam iniciado, intimando todas as pessoas responsáveis pela autorização dos cartões que são utilizados para abastecer veículos públicos municipais.

 A investigação da CPI é o instrumento oficial para provar a honestidade das pessoas que não estão envolvidas. Por isso a CPI é necessária. “A corrupção no serviço público nem sempre envolve apenas servidores subordinados. Por isso precisamos investigar os fatos denunciados pelo prefeito” enfatizou.

(Assessoria de Imprensa)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp