Anuncie aqui
Anuncie aqui

Vilhena oferece núcleo de atendimento pedagógico multifuncional a estudantes com dificuldades no desenvolvimento educacional

Como resultado de articulação do Ministério Público de Rondônia, por meio da Curadoria da Educação, o Município de Vilhena instituiu o Núcleo de Atendimento Multifuncional (NAM), um serviço multidisciplinar, especializado, destinado a estudantes que apresentam necessidades e dificuldades no percurso educacional. O centro, cujo funcionamento foi iniciado em fevereiro deste ano, é dotado de instalações projetadas para receber o público de modo adequado, visando ao acolhimento, diagnóstico e encaminhamento de demandas para órgãos específicos da rede municipal, quer sejam de saúde, socioassistenciais e outros.

A criação do núcleo, uma iniciativa inédita no Estado, se deu por proposição dos profissionais da educação, em alinho à sugestão da Promotora de Justiça Yara Travalon Viscardi, no ano de 2015, durante a elaboração do Plano de Educação do Município de Vilhena. O documento estabeleceu estratégias, ações e metas para a melhoria da qualidade na educação naquela cidade, por um período de dez anos. O projeto teve a execução formalizada por meio de lei, mas só se tornou realidade este ano.

“O serviço é composto por profissionais de diversas áreas importantes para o processo educacional, como psicólogos, fonoaudiólogos e pedagogos, tendo como objetivo avaliar estudantes enviados pelas escolas, prestar atendimento e também fazer o encaminhamento de casos a órgãos de saúde ou socioassistenciais”, afirma a Promotora de Justiça.

Conforme a integrante do MP, o corpo técnico também tem como atribuição treinar professores e gestores, capacitando-os para um olhar acurado para o desenvolvimento global dos alunos, a fim de que possam identificar dificuldades no processo de aprendizagem, favorecendo a oferta e apoio à educação inclusiva, dentre outras situações que eventualmente comprometam a formação dos estudantes.

“No Estado de Rondônia, este modelo é inédito, havendo projetos desta natureza nas cidades de Ribeirão Preto/SP, Curitiba/PR e também um no Estado do Rio Grande do Norte”, acrescenta a Promotora.

 

NAM – O Núcleo é composto por oito psicopedagogas, duas fonoaudiólogas e duas psicólogas. O local é dotado de salas de espera, de recursos e de atendimento, entre outros ambientes.

De acordo com a coordenadora do serviço, Joana Perin, o trabalho técnico prestado no local envolve o atendimento na escola, contemplando a criança, o professor, e também as famílias. “O NAM é um sonho pensado por muitos que se torna realidade”. (Gerência de Comunicação Integrada-GCI/MPRO)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp