Anuncie aqui
Anuncie aqui

Boca Maldita de 03 de abril de 2020

ELEIÇÕES 2020 JANELA – Apesar da pandemia provocada pela propagação do coronavírus, por todos os continentes, o Tribunal Superior Eleitoral não apresentou nenhuma alteração no Calendário Eleitoral para as eleições de outubro deste ano. Então, amanhã encerra a janela partidária, período em que os vereadores podem mudar de sigla sem prejuízo da perda de mandato. Em Cacoal não houve grande movimentação dos vereadores neste sentido, mas as confusões, nos bastidores, têm acontecido com muita intensidade. Alguns pré-candidatos bateram o pé e exigiram que as portas fossem fechadas para vários vereadores. Os pretensos candidatos do Solidariedade, por exemplo, não gostaram nem um pouco da possibilidade da filiação da vereadora Maria Simões e ameaçaram desistir das eleições, caso ela se filiasse. A ideia de filiar a vereadora no Solidariedade teria partido da prefeita Glaucione, que busca um porto seguro para sua líder.

FORA DAS ELEIÇÕES – Como já era previsto por diversos analistas políticos e juristas, o partido Aliança Pelo Brasil, criado pelo presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, não está apto para disputar as eleições deste ano, porque não cumpriu todos os ritos de criação do partido exigidos pelo Tribunal Superior Eleitoral. Assim, os aliados do presidente da república estão se dividindo em várias siglas brasileiras que apoiam o governo, entre elas o AVANTE e o PRB, sigla controlada pelo pastor Edir Macedo. No Rio de Janeiro, por exemplo, o PRB recebeu as filiações de Flavio Bolsonaro e Rogéria Bolsonaro, mãe dos três filhos mais velhos do presidente. Rogéria Bolsonaro já foi vereadora no Rio de Janeiro e pretende voltar ao cargo.

PROJETO DA DISCÓRDIA – A votação do Projeto de Lei 243/2019 na Câmara de Cacoal gerou uma confusão muito grande. O citado projeto tinha como objetivo alterar a estrutura administrativa da Prefeitura de Cacoal, criando vários cargos que não possuem a menor relevância neste momento de crise, como assessor de fotografias e assessor de marketing. Para os vereadores da oposição, a única intenção de criar esses cargos é oficializar contratos para cabos eleitorais da atual administração, o que poderia causar desequilíbrio na disputa eleitoral. No mesmo projeto, estava prevista a criação de cargos como Diretor do Hospital Materno Infantil e Diretor da UCS, unidade de saúde do município. Quanto à criação desses dois cargos, nenhum dos vereadores se opunha. A matéria foi aprovada sem os cargos considerados desnecessários, mas nem por isso deixou de haver polêmica.

BARRACO NA CÂMARA – O vereador Paulinho do Cinema é um dos mais serenos membros da Câmara de Cacoal, mas esta semana ele ficou muito irritado com o vereador Mário Angelino Moreira (O Jabá). Paulinho esteve no gabinete do Jabá Moreira e fez um longo desabafo, mas não foi um desabafo simples. Quem passava por perto do gabinete pode ouvir a confusão e os vereadores somente não chegaram às vias de fato porque os ânimos foram acalmados por servidores da Casa. Como nos tempos atuais é comum os fatos serem gravados, circula nas redes sociais um áudio que mostra bem como foi o clima da conversa entre os dois vereadores. Mas tudo indica que eles já fizeram as pazes, porque são pessoas adultas e sabem muito bem que os barracos não conduzem a nada.

SALÁRIO DOS VEREADORES – Durante a polêmica envolvendo a discussão do projeto de lei 243/19, na Câmara de Vereadores de Cacoal, o vereador Nilton César da Mata chegou a fazer um desafio ao vereador Mário Moreira Jabá, em relação à redução do salários dos vereadores.  Em contato com nossa redação, porém, o vereador Nilton César informou que o momento de votar os salários é no início de setembro, como está previsto na Lei Orgânica do município e que seu comentário teve apenas a intenção de questionar os conhecimentos legislativos do vereador Jabá Moreira. Realmente a Lei Orgânica de Cacoal estabelece em seu Art. 13, inciso VII, alínea “a”, que os vereadores devem deliberar sobre vencimentos de vereadores (as) e prefeito (a) 30 dias antes da eleição. Como, este ano, a eleição será em 04 de outubro, a discussão e votação sobre salários de vereadores acontecerá na primeira semana de setembro.

CARROS DA IDARON – O governo de Rondônia precisa tomar alguma medida para preservar os veículos utilizados pela Agência IDARON no município de Cacoal. Há muito tempo, os veículos daquele órgão ficam expostos a sol e chuva, durante todos os dias e noites, situação que pode ocasionar a repentina diminuição da vida útil dos veículos. Como o inverno é rigoroso nos primeiros meses do ano, está na hora de alguém comunicar ao governador sobre a necessidade de uma garagem para abrigar veículos estaduais à disposição da IDARON. As pessoas que passam pela frente do órgão, principalmente no período noturno percebem que há uma sensação de abandono de veículos públicos, o que causa uma impressão negativa.

UCS 24 HORAS – A população de Cacoal ganhou uma boa opção, no setor de saúde municipal. A Unidade Central de Saúde (UCS) passou a funcionar no período do dia e à noite, serviço que pode ser muito útil para a população. O atendimento 24 horas vai oferecer também o serviço de pronto socorro, atividade que não existia na saúde pública municipal e causava um grande transtorno para todas as pessoas que necessitavam de atendimento. A partir de agora, caso o governo estadual ofereça aos servidores do HEURO e do Hospital Regional de Cacoal as condições de trabalho adequadas, com a aquisição de materiais básicos, é possível que Cacoal consiga atender grande parte da demanda de saúde. 

CASOS NEGATIVOS – Segundo informações da administração, a prioridade no atendimento na UCS tem sido dada a pessoas que apresentam sintomas de gripe, já que o município tem buscado adotar todas as medidas possíveis para evitar a contaminação pelo coronavirus em Cacoal. Na realidade, é muito importante que a população ajude e colabore, evitando sair de casa, porque a situação é muito grave e tem crescido rapidamente no Brasil os casos de óbitos. Em Rondônia já houve a confirmação de morte em consequência do coronavírus e precisamos evitar que os problemas cheguem a Cacoal, porque o município não possui capacidade para atender um número grande de pessoas, assim como os demais municípios do estado. Em Rondônia, a estrutura para fazer os exames é falha e os casos de suspeitas da doença aumentam a cada dia.

AULAS SUSPENSAS – Muitas famílias estão preocupadas com as previsões do retorno às atividades escolares, nas escolas estaduais e municipais de Cacoal. Conforme o decreto que trata das medidas de prevenção contra o coronavírus, as atividades nas escolas públicas e privadas estão suspensas agora até o dia 16 de abril. A volta às aulas vai depender do quadro de evolução ou diminuição dos casos de Covid – 19, porque ainda não existe remédio para a doença e o isolamento social é o caminho mais adequado. Atualmente, os países que enfrentam as situações mais graves são justamente aqueles que não tomaram as medidas de isolamento no início do problema, como aconteceu na Itália, Estados Unidos e Inglaterra. No Brasil, o número de mortos não atingiu patamares como Europa e os Estados Unidos, porque os governadores e prefeitos estão obedecendo às orientações da OMS e de outras instituições de saúde do país.

Whatsapp Image 2020 04 02 At 12.33.31 2

O arquiteto e urbanista Luís Fernando Fini Michelis, servidor público da Prefeitura de Pimenta Bueno, filho do seu Sérgio (Laboratório São José) e da Dona Cristina (Loja Espaço Criança), companheiro de todas as horas da jornalista Giliane Perin, claro que TAMBÉM LÊ TRIBUNA POPULAR.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp