Rondônia, 18 de julho de 2024 – 16:06
Search
Anuncie aqui
Search
18 de julho de 2024 – 16:06

Coluna do Xavier – CACOAL: A TECNOLOGIA, AS REDES SOCIAIS E A OBTUSIDADE…

Anuncie aqui

CACOAL: A TECNOLOGIA, AS REDES SOCIAIS E A OBTUSIDADE…

O advento da internet no Brasil, bem no início da década de 80, é uma das coisas mais fantásticas da sociedade moderna, e a utilidade deste bem é indiscutível. Claro que, nos primeiros anos, este brilhante instrumento era privilégio de instituições militares ou acadêmicas, mas, a partir de meados da década de 90, a internet começou a se popularizar no Brasil e atualmente é acessada facilmente pelo celular, permitindo o acesso de todas as camadas da população, transformando a vida de todos os brasileiros em algo muito mais fácil e muito mais complicado. É evidente que os benefícios são infinitamente superiores aos malefícios, mas, nos últimos anos, os problemas se agravaram em proporções gigantescas, principalmente pela existência de pessoas sem nenhum compromisso com a verdade e sempre dispostas a espalhar o ódio e a mentira. Muitas vezes, aliás, essa cruzada de pregar o ódio, a mentira e a desinformação é resultante do alto grau de obtusidade de muitas pessoas que usam as redes sociais. É óbvio que Nossa Urbe Obediana não se configura uma exceção, infelizmente…

Uma busca simples e rápida na internet é suficiente para localizar todas as leis do Brasil; leis de outras nações; sites especializados em investigar informações e detectar a veracidade ou não; portais eletrônicos de todos os órgãos públicos, entre eles todos os tribunais superiores… Nestas buscas, é muito fácil perceber se determinada informação que circula nas redes sociais é verdade ou mentira. O problema é que muitas pessoas fazem absoluta questão de não pesquisarem nada e distribuem, com muita velocidade, todo tipo de lixo que circula nos grupos de redes sociais. Na maioria dos casos, a decisão de compartilhar baseia-se apenas na maldade de espalhar mentiras e na falta de caráter de muitos usuários da internet. Em muitos grupos de uatizápi de Cacoal, circulam diariamente muitas mentiras que qualquer criança sabe que não possui nenhum fundamento. Entretanto, as pessoas que compartilham tais mentiras batem o pé, fazem beicinho e tentam, de todas as formas, impor as postagens mentirosas, como se fossem a verdade mais absoluta do mundo. Lamentavelmente, muitas vezes, isto parte de pessoas consideradas “de respeito” no seio da sociedade, mas dispostas a alimentarem o ódio simplesmente por birra eleitoral.

Entre as tantas mentiras que são derramadas nos grupos, estão postagens que não possuem nenhuma relação com a coisa lógica ou com as leis em vigor no país. Os alienados que fazem as postagens, porém, batem o pé e dizem que “é verdade, porque está na internet”. Não há argumento mais desonesto do que esse!! O fato de uma informação está nas redes sociais não significa que seja verdade. Há muitas mentiras!! Entre os maiores mentirosos do Brasil, e responsáveis pela circulação de milhares de informações mentirosas, estão a deputada Carla Zambelli e a ex-ministra Damares Alves. Antes delas, Olavo de Carvalho divulgou incontáveis mentiras que fizeram escola no Brasil e, infelizmente, encontraram eco na Capital do Café. Tudo por falta de leitura!! O mais estranho nisso é que essas pessoas fazem esse show de horrores em nome da verdade e juram que são honestas. Claro que não!! Uma pessoa honesta não espalha mentiras, não prega o ódio e não distorce os fatos. Se a tecnologia possibilita o acesso a tantas informações, por que as pessoas não usam as ferramentas disponíveis para pesquisar, estudar e verificar se as informações compartilhadas são verossímeis?

Uma das mentiras mais divulgadas nos últimos dias está relacionada com a história dos “banheiros unissex” em escolas públicas. Que coisa ridícula!!! É preciso uma pessoa ser muito desinformada, muito obtusa, ou muito maldosa, para espalhar esse tipo de mentira. Basta acessar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, para verificar, nos artigos 9º, 10º, 11, 12 e 13, que as informações divulgadas nas redes sociais são absolutamente mentirosas. Além disso, revelam a maldade, o preconceito, o ódio e a discriminação contras milhares de pessoas, pelo simples fato de não terem nenhum respeito pela diversidade e pelo sagrado direito que as pessoas possuem de ser quem elas são. O ódio, sem limites, alimentado no período eleitoral é responsável por criar todo esse clima de obtusidade e tiflose em milhares de cidades do país, entre elas Cacoal. Toda a legislação eleitoral está disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral e todos os tribunais regionais; mas as pessoas preferem ignorar e seguir com a mentira. Isso sem falar daqueles que mentem e alegam a “liberdade de expressão” como fundamento para a mentira. É uma coisa absolutamente esquisita e asquerosa!!!

O fato de possuir um celular e saber compartilhar áudios, vídeos e textos não significa que as pessoas são autoridades em determinados assuntos. Existem nas redes sociais pessoas que abandonaram a escola no ensino fundamental, mas se acham preparados para discutir sobre legislação educacional, Direito Penal, Direito Eleitoral e outros temas que exigem bom tempo de formação. É fantástica a invenção da internet! É uma coisa muito útil, mas com grande poder para potencializar a obtusidade de todas as pessoas que se recusam a ler, a estudar, a pesquisar, a buscar informações corretas nos livros, mas se acham muito preparadas para discutir até mesmo a estrutura política, jurídica e administrativa de outras nações. E os principais conflitos atuais existem em função da disputa eleitoral. Não há nada de errado no fato de um eleitor escolher seu candidato, defender e fazer campanha. Mas bater o pé para defender a disseminação de mentiras, em nome da liberdade de expressão, é algo completamente descabido. E a turma da obtusidade prega a liberdade, mas não consegue entender que ninguém é obrigado a votar no candidato imposto por outra pessoa. Essa história de bater o pé e fazer beicinho configura, de modo cristalino, a falta de informação e até mesmo de caráter em milhões de brasileiros. A democracia é incompatível com a desinformação… Tenho dito!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual e Jornalista

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp