Cacoal/RO, 22 de maio de 2024 – 04:20
Search
Search
22 de maio de 2024 – 04:20

Coluna do Xavier – CACOAL:  AS ELEIÇÕES, A IDEOLOGIA E O LEGISLATIVO…

 As eleições deste ano já começaram a mobilizar muitas pessoas, opiniões e julgamentos e este deverá ser o tom da campanha. Diante de um cenário de disputa natural pelo poder e pela busca de espaço, estarão os candidatos, os partidos, os eleitores e, claro, os inúmeros problemas que temos em Nossa Urbe Obediana. Outro componente muito curioso é a atual composição do legislativo cacoalense, porque diversos vereadores resolveram, nos últimos meses, atuar como se fossem a palmatória moral do município e ditar “conceitos” que, muitas vezes, sequer conhecem, visando estabelecer uma pauta eleitoral que muito provavelmente não terá nenhum êxito, já que não possui conexão com a realidade municipal. Alguns vereadores decidiram fazer discursos de ódio e se declaram verdadeiros representantes da moral, dos bons costumes, das famílias, da dignidade, da honestidade… As sessões da Câmara de Cacoal, durante vários anos, têm sido utilizadas para promover a baixaria e as brigas pessoais. Isto todo mundo sabe. Então, é difícil imaginar que o eleitor terá como referência de busca pelas mudanças os discursos surrados e dissimulados de vereadores que até hoje não produziram nada, além de verborragias…

Na última sessão da Câmara Municipal, um dos vereadores apresentou-se como a palmatória da moralidade e decretou que os eleitores de Cacoal não podem votar em candidatos que ele considera de “esquerda”, porque somente a “direita” é que tem pessoas honestas. É difícil aceitar esse tipo de discurso vindo de vereadores, porque isso não faz o menor sentido numa cidade onde todas as pessoas se conhecem e sabem da vida de todo mundo. Essa “ideologia” boba de atacar a reputação de eventuais pré-candidatos apenas revela que a atual composição do legislativo de Cacoal não tem capacidade de produzir quase nada, além de arruaças e bravatas lunáticas. Antes da existência dessa atual Câmara Municipal, já tivemos a oportunidade de ver outras composições onde havia vereadores eleitos por partidos de esquerda, direita, centro e outras vertentes políticas. Porém, nenhuma das câmaras anteriores conseguiu produzir tanta baixaria como a atual legislatura. O problema da formação de uma câmara de vereadores jamais esteve relacionado com essa história de direita e esquerda que alguns vereadores tentam pregar agora, para tentar a sobrevivência eleitoral. Somente alguém muito tolo cairia nessa conversa furada. E a realidade possui diversos exemplos que mostram a verdade…

Então, vamos refrescar a memória turva dos vereadores que fazem esses discursos, apenas com a finalidade de alimentar o ódio. A Câmara de Cacoal já teve Nelson Rodrigues, Natinho Folli, Toninho Mazioli, Maria Simões, Valter Pires… Todos esses nomes foram eleitos pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Nenhuma dessas pessoas teve o nome envolvido em qualquer escândalo de corrupção. Os vereadores que hoje fazem discursos atacando o PT nunca viram nenhum desses ex-vereadores envolvidos em fofocas sobre amantes, utilização de carros da Câmara de Cacoal em motéis de Porto-Velho e nenhum outro escândalo. Então dizer que a população de Cacoal deve odiar candidatos de esquerda configura uma conduta absolutamente criminosa e não combina com a realidade. Além disso, há uma infinidade de ex-vereadores eleitos em Cacoal para legislaturas anteriores por partidos da direita, ou de centro, que merecem total respeito. Tentar enganar eleitores com essa história de atacar a reputação de partidos é uma coisa que não faz sentido. Apenas para ilustrar o pensamento, o ex-vereador Natinho Folli tem o nome gravado na parede do Plenarinho da Câmara de Cacoal. Isso não é por acaso. Natinho Folli foi uma pessoa humana, correta, preocupado com o próximo, com a família e com a decência. Isso é história, é fato que todo mundo conhece em Cacoal. Aliás, muito diferente da prática dos atuais vereadores que atacam o PT e a esquerda…

Agora vamos citar outro fato que não pode ser esquecido. A Câmara de Cacoal atual é formada 100% de vereadores que se declaram de “direita”. Resta saber quantas pessoas da população também se declaram de direita e se sentem representadas pela conduta de alguns vereadores que fazem ataques contra a esquerda. Os vereadores que praticam a farra das diárias são de direita ou esquerda? Os vereadores que dão calote em hotéis de Porto-Velho são de direita ou esquerda? Os vereadores que mandam fotos do pênis para servidoras públicas de Cacoal são de direita ou esquerda? Os vereadores que negociam contratos com mulheres em troca de sexo são de direita ou de esquerda? Os vereadores que abafaram o escândalo dos combustíveis são de direita ou esquerda? As respostas são lógicas: esse tipo de vereador não representa nem a direita nem a esquerda. São apenas picaretas e oportunistas que usam a imagem de grande popularidade de Jair Bolsonaro para tentar enganar os eleitores locais. Em Cacoal, existem milhares de pessoas da esquerda e da direita que são absolutamente decentes e que nada têm a ver com o festival de baixaria que os atuais vereadores promovem, desde o começo do mandato. Tentar colocar a atual legislatura como exemplo de decência é uma enorme falta de respeito com os bons vereadores que Cacoal já teve no passado e imaginar que a população de Cacoal é cega…

Desde que a legislação eleitoral autorizou a divulgação de nomes dos pré-candidatos, surgiram diversos nomes de pessoas muito decentes que podem ocupar mandatos a partir de janeiro. São pessoas da direita, da esquerda e do centro. Existem excelentes nomes na direita de Cacoal; existem excelentes nomes na esquerda; existem excelentes nomes de centro… Não há nenhuma razão para o eleitor acreditar nesse papo furado e desesperado de alguns vereadores que nada fizeram pela cidade e que agora pregam discursos de ódio, na tentativa de continuarem no poder para protagonizar a baixaria, a farra de diária, o envolvimento em escândalos e outros condutas que nunca serviram de exemplo para ninguém. É claro que há duas ou três exceções nessa legislatura atual, mas a grande maioria não representa nada, além da baixaria… Tenho dito!!!

 FRANCISCO XAVIER GOMES

Professor da Rede Estadual e Jornalista

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp