Anuncie aqui
Anuncie aqui

Coluna do Xavier – CACOAL: OS VEREADORES, OS MENINOS E O CINEMA…

Por FRANCISCO XAVIER GOMES

A Câmara de Vereadores precisa acordar e perceber que já estamos próximos de um ano e meio da posse dos atuais edis e, até hoje, eles não promoverem as mudanças que prometeram em campanha. As mudanças na legislação municipal, necessárias para o bom andamento do processo legislativo; as medidas para estimular a geração de empregos; os programas educacionais, sociais e de saúde pública; entre outras promessas, caíram na vala do esquecimento e certamente serão lembradas somente no período eleitoral de 2024. A cada sessão ordinária, vê-se diversos vereadores usando clichês surrados e jogando para a plateia, como se o Plenário Catarino Cardoso fosse um palco de “stand up” da pior qualidade. E por que essas coisas acontecem em Nossa Urbe Obediana? Exatamente porque nossos vereadores têm preguiça de estudar sobre suas atribuições, fato completamente incompatível com os salários que o contribuinte obediano paga, fielmente, todos os meses…

Na última sessão do legislativo, diversos vereadores usaram a tribuna para fazer discursos contra a instalação da CPI dos Combustíveis e apresentaram os argumentos mais fajutos possíveis. Alguns deles disseram que não são meninos; outros disseram que este ano haverá eleições; outros disseram que não existem provas contra o prefeito (quem foi que disse a eles que o prefeito tem culpa dos fatos?); outros disseram que a polícia vai fazer a parte que caberia aos vereadores; outros disseram que não conhecem detalhes dos fatos e diversos outros argumentos sem nenhum fundamento. Houve até mesmo quem dissesse que pessoas formadas em Letras (o que é o meu caso) não entendem de CPI. Bom, com relação ao fato de não serem meninos, os vereadores precisam tomar atitudes que provem o contrário, porque somente meninos muito levados pagariam 15 mil reais do dinheiro público para ouvir o ex-prefeito de Colatina falar besteiras por mais de duas horas no púlpito obediano. Além disso, a atitude de viver batendo palmas para o Chapolin Colorado também é algo muito pueril. A minha formação em Letras é exatamente o que me permite interpretar textos, inclusive textos jurídicos e, como acadêmico de Direito, tenho o dever de estudar as leis do país, para não passar vergonha como passam vários vereadores. A maior prova de que muitos deles não sabem interpretar está no fato de afirmarem que antes de enterrar a CPI, ouviram a interpretação de servidores da Câmara de Cacoal. É lógico que existem na Casa excelentes servidores, mas os vereadores têm o dever de saber suas atribuições.

As CPIs representam o principal instrumento de investigação à disposição do Poder Legislativo e somente meninos muito birrentos não sabem disso. Além do que, o Regimento Interno da Câmara de Cacoal não serve para nortear investigação e qualquer menino, por mais incauto que seja, sabe disso. A Constituição Federal jamais seria rasgada por meninos que tivessem alguma responsabilidade com o mandato e algum respeito pelo contribuinte. E todas as opiniões que emito em meus arrazoados, relacionados com a Administração Pública, estão devidamente fundamentados no fato de que, além de ser formado em Letras, tenho formação em Ciências Contábeis e sou acadêmico de Direito. Talvez os vereadores não saibam, mas esses cursos possuem cadeiras sobre a Administração Pública. Há diversos vereadores que não aceitam a CPI, porque negociam com a administração municipal apoio para a eleição da Mesa Diretora da Casa de Leis; outros não querem a CPI, porque não sabem o que ela significa para o contribuinte que paga o salário dos vereadores; outros recusam a comissão de investigação apenas para atender interesses umbilicais. Isto acontece porque não tem meninos no mandato. Se tivesse, as coisas seriam levadas mais a sério, porque meninos tendem a dizer a verdade para a plateia…

Aliás, falando em meninos, os vereadores de Cacoal deveriam ver, várias vezes, o filme “A Vida em Preto e Branco”. Neste filme espetacular, um menino de 12 anos percebe que os vereadores de sua cidade não sabem ler e atrapalham o desenvolvimento do município. Então, ele resolve assumir a atribuição dos vereadores e mostra como deve atuar uma pessoa que tem o mínimo de respeito pela comunidade que o elegeu.  Aliás, os adultos que hoje exercem o mandato legislativo em Cacoal talvez não tenham aptidão para o cargo, mas seriam excelentes jogadores de voleibol. Caso fossem convocados para a Seleção Brasileira de Voleibol, certamente seriam os melhores levantadores do mundo, porque eles treinam, com muita determinação, para levantar a bola para o Chapolin Colorado. Na última sessão, um dos vereadores declarou ser o único rondoniense que formou uma jogadora para a Seleção Brasileira de vôlei. O eleitor de Cacoal pode até não perceber, mas elegeu excelentes levantadores para o time de vôlei do nosso legislativo. Mesmo quando a jogada é totalmente errada, como o caso dos combustíveis, eles levantam a bola redondinha para Seo Antunes cortar. Não vai demorar muito para Seo Antunes ser convocado…

Finalmente, eu confesso que não estou na lista dos fãs de Roberto Carlos, embora ele seja autor de canções belíssimas. Nesta seara, sugiro aos vereadores que são contrários às comissões de investigações que ouçam algumas vezes a belíssima canção do artista epigrafado, intitulada “Guerra dos Meninos”. Talvez, assim, eles sintam a devida inspiração para não promover a guerra contra as pessoas formadas em Pedagogia, Letras, Direito, Contábeis e outras áreas científicas. Com isto, certamente, eles estariam alimentando o sonho que Roberto Carlos brilhantemente narrou em “Guerra dos Meninos” … Tenho dito!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES

Professor da Rede Estadual e Jornalista

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp