Cacoal/RO, 26 de maio de 2024 – 22:57
Search
Search
26 de maio de 2024 – 22:57

COLUNA PAPUDISKINA: OS INSTITUTOS DE PESQUISA SERIAM SOLDADOS DESSA CRUZADA SISTEMÁTICA CONTRA BOLSONARO?

Bolsonaro é vítima de um ódio cruel do sistema e da grande imprensa. Por mais de que não haja provas, diante de tanta perseguição sistemática ao presidente, parece até fazer algum sentido se pensar que boa parte desses institutos estariam fabricando esses resultados de maneira metódica e coordenada. É preciso levar isso em conta, senhores. Está muito claro que tentaram derrubar Bolsonaro já nos primeiros dias em que ele assumiu seu mandato. Há muitos interessados em financiar a derrocada do atual presidente, inclusive organizações internacionais, interessadas em contar com um governante no Brasil mais favorável aos seus interesses.

O jornalismo brasileiro, salvo raras exceções, se tornou odioso, meticuloso, escolhendo Bolsonaro como o inimigo a ser destruído. A imprensa deixou de ser profissional e se transformou em uma hoste de militantes contra Bolsonaro. Ela descobriu muito cedo que a terceira via era um delírio e preferiu a lama a aceitar o Bolsonaro reeleito.

A situação é tão absurda que jornais e TVs, mesmo sabendo dos riscos que o PT no poder representa para a liberdade de expressão, preferem apostar na hipótese de que conseguirão trazer Lula ao centro. Não conseguirão, senhores. Lula não terá autonomia.

PCdoB, PSOL e outros partidos de extrema esquerda fizeram um pacto de silêncio apenas até o dia em que os votos forem apurados e revelarem uma eventual vitória de Lula. O PT sendo eleito, adeus centro. A esquerda, no poder, poderá até compor com o centrão fisiológico, mas não com o centro democrático. Pensem nisso.

Como eu acredito nessa hipótese de uma orquestração nessas pesquisas, penso que esse plano diabólico não vingará. Bolsonaro irá vencer as hienas implacáveis. O povo brasileiro virá em socorro a esse leão e o ajudará a afugentar as hienas representadas por todos os que fomentam o ódio contra o presidente. Não fazem apenas críticas, coerentes e fundamentadas. Pelo contrário, o que existe é uma guerra suja, imunda, sem regras. O alvo é destruir Bolsonaro, custe o que custar. Não querem a vitória pela via democrática. Sabemos quem são os que estão alinhados nessa frente de batalha contra Bolsonaro. São forças endógenas e exógenas. O ódio teve início no núcleo da esquerda brasileira, mas encontrou o apoio de forças externas. Pode ter gente poderosa financiando o ódio a Bolsonaro. Gente da América Latina, mas também gente do além mar. (Daniel Oliveira da Paixão). – O que escrevi acima não é acusação. É meramente opinião subjetiva que nos remete à reflexão e inconformismo com toda a orquestração contra a direita..

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp