Rondônia, 12 de julho de 2024 – 12:34
Search
Anuncie aqui
Search
12 de julho de 2024 – 12:34

Dentro ou fora de casa: Energisa dá dicas importantes para crianças brincarem com segurança

Anuncie aqui

Aproveitando a Semana da Criança, concessionária faz um alerta aos pais e reforça orientações para evitar acidentes envolvendo a rede elétrica

 

 

Quem tem criança em casa sabe que qualquer minuto de descuido pode resultar em consequências graves. Em se tratando de eletricidade, os riscos de acidentes vão da brincadeira com pipas em local inapropriado ao uso de uma tomada em condições irregulares. Por esse motivo, o coordenador de Saúde e Segurança da Energisa em Rondônia, Lenildson Santos, alerta os pais e responsáveis sobre os cuidados indispensáveis para garantir a segurança da criançada.

“As crianças menores sentem a necessidade de explorar os espaços e são atraídas por tudo à sua frente. Já as maiores não querem perder um minuto da diversão, nem que isso custe a sua própria segurança. Infelizmente, elas não têm consciência dos riscos e se expõem aos perigos sem perceber. Cabe aos adultos ter atenção redobrada para protegê-las e evitar acidentes elétricos dentro ou fora de casa”, enfatiza Santos.

Mesmo com todos as orientações, infelizmente nos últimos nove anos 342 crianças, de 0 a 10 anos, perderam a vida no Brasil vítimas de choque elétrico. Os dados são do Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica 2022, divulgado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel).

 

Quais são os riscos?

“Os riscos de acidentes elétricos são diferentes para cada faixa etária. Crianças menores precisam ser monitoradas o tempo todo para que não coloquem plugues na boca, não mexam, nem puxem fios, cabos ou extensões, nem coloquem objetos na tomada”, lista Santos, destacando a importância dos protetores de tomadas.

Para a garotada que não fica longe dos eletrônicos, o alerta aos pais é para que não deixem que utilizem celular e tablet enquanto os equipamentos estiverem carregando. Ao ligar o videogame ou a TV, não use benjamins (Ts) porque podem sobrecarregar e aquecer as tomadas, causando um curto-circuito e até incêndios de grandes proporções.

Quando a brincadeira for ao ar livre, é indispensável observar o cenário: pipa e rede elétrica não combinam. “Não permita que crianças ou adolescentes escalem postes, nem entrem em uma subestação de energia na tentativa de resgatar pipas. O correto é soltar pipa longe da rede elétrica, em áreas abertas como campos de futebol e parques”, acrescenta.

Tem ainda a criançada que gosta de subir em árvores para se esconder ou colher frutos, sem notar a proximidade dos fios de energia. “Esses são alguns exemplos de situações que colocam a vida da criança em risco. Então, não basta proibir a brincadeira. O que pedimos aos pais é que expliquem os riscos da eletricidade, dentro e fora de casa, e proponham brincadeiras ou formas de brincar que garantam a diversão com segurança”, finaliza o coordenador. Em caso de acidentes envolvendo a rede elétrica, acione a Energisa pelos canais de atendimento: 

– Aplicativo para celular Energisa On  

– Site www.energisa.com.br  

– WhatsApp (Gisa): www.gisa.energisa.com.br 

– Call Center – 0800 647 0120

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp